Início » Internacional » Por que Londres negou visto de seis meses a artista chinês Ai Weiwei?
dissidente chinês

Por que Londres negou visto de seis meses a artista chinês Ai Weiwei?

Visita de presidente chinês ao Reino Unido pode ser motivo de Londres ter negado visto a Ai Weiwei, desafeto do Partido Comunista da China

Por que Londres negou visto de seis meses a artista chinês Ai Weiwei?
Ao permitir que Weiwei fique apenas até setembro, Reino Unido estaria livre do artista em outubro, quando presidente chinês irá a Londres (Foto: Wikimedia)

Há pouco mais de uma semana, o artista chinês Ai Weiwei conseguiu retirar seu passaporte, após passar quatro anos proibido de viajar. Considerado um inimigo pelo Partido Comunista chinês, Weiwei pretendia iniciar uma viagem pela Europa, começando pela Alemanha.

Leia mais: ‘EUA estão se comportando como a China’, diz Ai Weiwei
Leia mais: Projeto de auto-vigilância do artista Ai Weiwei é censurado na China
Leia mais: Ai Weiwei, iconoclasta da cena artística independente da China

Porém, seus planos foram alterados nesta quinta-feira, 30, após o governo do Reino Unido negar o visto de seis meses pedido por Weiwei. Em vez disso, foi concedido um visto de apenas 20 dias ao artista, entre os dias nove e 29 de setembro. O governo britânico afirmou que negou o visto porque, em seu pedido, Weiwei omitiu informações sobre crimes que teria cometido na China.

Em sua conta no Instagram, Weiwei postou a nota emitida pelo UK Visas and Immigration, órgão britânico responsável pela imigração e pela concessão de vistos. “Você entrou com um pedido de visto de seis meses para uma viagem de negócios, mas seu visto será limitado”. Segundo a nota, a informação de que Weiwei foi alvo de condenação criminal na China não foi relatada no pedido, por isso o visto foi negado.

A nota se refere a uma sentença contra Weiwei por evasão fiscal em 2012. Segundo o artista, a sentença não foi um caso criminal, mas civil e político. O governo britânico ainda não comentou detalhes do caso.

O fato levantou dúvidas sobre os reais motivos do visto ter sido negado. Muitos acreditam tratar-se do momento em que Weiwei fez o pedido. Ao permitir que ele fique somente até o final de setembro, o Reino Unido ficaria livre do artista em outubro, quando o presidente chinês Xi Jinping fará uma viagem oficial a Londres.

A viagem de Jinping ao Reino Unido será a primeira de um presidente chinês em dez anos, e é uma chance dos dois governos firmarem parcerias comerciais promissoras. Também é uma oportunidade de retomar as boas relações, após o mal-estar causado em 2012, pelo encontro do primeiro-ministro britânico David Cameron com Dalai Lama em Londres.

Tal teoria pode não ter nenhuma relação com o fato do visto de Weiwei ser negado, mas não deixa de ser uma coincidência curiosa e conveniente.

Fontes:
The Economist-Britain restricts “criminal” Ai Weiwei’s visa request

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *