Início » Vida » Comportamento » Por que o dia é para trabalhar e a noite para se divertir
Evolução Humana

Por que o dia é para trabalhar e a noite para se divertir

Estudo sugere que a invenção do fogo pode explicar a preferência humana pelo entretenimento noturno

Por que o dia é para trabalhar e a noite para se divertir
Um estudo que mostra que essa regra se aplica tanto a bosquímanos do Kalahari como a pessoas sofisticadas da cidade (Reprodução/Internet)

Parece uma regra humana universal que o dia é para se trabalhar e a noite para sedivertir. Um estudo que mostra que essa regra se aplica tanto a bosquímanos do Kalahari como a pessoas sofisticadas da cidade pode parecer pouco notável, mas os Ju / ‘hoansi do norte do Botswana não têm luz elétrica. Segundo PollyWiessner, da Universidade de Utah, o domínio do fogo pode ser o responsável por essa característica humana.

O fogo, ou melhor, o cozimento de alimentos, permitiu que os humanos ingerissem uma quantidade maior de nutrientes para alimentar corpos e cérebros cada vez maiores. Deste modo, o fogo inventou as pessoas tanto quanto as pessoas inventaram o fogo. Mas Wiessner acredita que o fogo também pode ter inventado as pessoas de uma maneira diferente, afetando a forma como elas usam seus cérebros.

Como mostra o gráfico, há uma clara diferença entre os assuntos das conversas dos Ju / ‘hoansi que Wiessner gravou durante o dia e as conversas que tinham à noite ao redor da fogueira. De dia os membros da tribo debatiam assuntos econômicos ou reclamavam de outros companheiros da tribo. A noite era reservada exclusivamente para a narração de histórias.

As histórias, segundo a pesquisadora, são tão funcionais quanto as conversas mais sérias do dia. Além de ter valor como entretenimento, as histórias transmitem ao grupo a experiência singular de indivíduos, ajudando os membros da tribo a aprenderem como lidar com situações que não vivenciaram pessoalmente. Segundo Wiessner, esse benefício pode explicar por que os seres humanos evoluíram para gostar tanto de histórias de um modo geral.

A diferença das conversas noturnas e diurnas pode, naturalmente, ser apenas cultural. É difícil caçar à noite, por isso faz sentido  contar histórias. Mas, ao longo de centenas de milhares de anos, a humanidade tem usado o fogo rotineiramente, e é fácil acreditar, como Wiessner acredita, que a seleção natural imprimiu essa divisão no cérebro, e que a universalidade da regra é, portanto, verdadeiramente parte da natureza humana.

 

Fontes:
The Economist-Fireside tales

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *