Início » Internacional » Potências mundiais acertam ‘pausa’ na guerra da Síria
'CESSAR DE HOSTILIDADES'

Potências mundiais acertam ‘pausa’ na guerra da Síria

Em reunião em Munique, representantes de potências mundiais chegam a acordo de 'cessar de hostilidades' na Síria pela primeira vez desde 2011

Potências mundiais acertam ‘pausa’ na guerra da Síria
O acordo entrará em vigor em uma semana e ampliará a entrada de ajuda humanitária no país (Foto: U.S. Department of State)

Representantes de potências mundiais reunidos em Munique, na Alemanha, anunciaram nesta sexta-feira, 12, que chegaram a um acordo de um “cessar de hostilidades” na guerra civil da Síria. É a primeira vez que um grupo de diplomatas alcança, verbalmente, uma trégua no conflito armado no país desde o início da guerra em 2011.

Leia também: Guerra na Síria já matou ou feriu mais de 11% da população

De acordo com o secretário de Estado americano, John Kerry, o acordo entrará em vigor em uma semana e ampliará a entrada de ajuda humanitária no país. Além dos Estados Unidos, participam da conferência sobre segurança a Rússia, a Turquia, o Irã, a Arábia Saudita e a União Europeia.

A pausa temporária no conflito sírio, no entanto, não configura um “cessar-fogo”, segundo Kerry. “Um cessar-fogo tem várias prerrogativas legais e requerimentos. Um cessar de hostilidades não tem. Ambos tem um efeito similar”, afirmou Kerry. “Um cessar-fogo… têm uma conotação de algo bem mais permanente. Não é o caso. Trata-se de uma pausa que depende do processo ir em frente, e por isso o termo ‘cessar de hostilidades’ é mais apropriado”, acrescentou.

Apesar do anúncio do cessar de hostilidades, os representantes em Munique anunciaram que não haverá cessar-fogo contra o Estado Islâmico e a frente al-Nusra, grupo ligado à Al-Qaeda.

Representantes pregam cautela

Para Kerry, o acordo é “ambicioso”, mas está apenas no papel e o maior desafio é fazer com que todos os membros honrem o que foi discutido na reunião. “O que temos aqui são palavras no papel, o que precisamos ver nos próximos dias são ações no terreno”, afirmou.

O ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, também adotou uma posição cautelosa sobre o acordo. “Só conseguiremos saber se isto foi um acordo revolucionário em alguns dias”, disse.

Segundo o jornal americano New York Times, diplomatas americanos estão preocupados com a possibilidade de o acordo não conter os avanços militares do ditador sírio Bashar al-Assad. O chanceler russo, Sergei Lavrov, alertou que o cessar das hostilidades servirá para “evitar mais mortes e permitir o auxílio mais imediato”.

Durante o anúncio, Kerry disse que os representantes presentes na reunião concordaram que as negociações de paz devem ser retomadas em Genebra, na Suíça, o mais rápido possível.

Fontes:
O Globo-Pela primeira vez, diplomatas acertam cessar-fogo na Síria
Folha de S. Paulo-Potências concordam com cessar-fogo na Síria dentro de uma semana
BBC-Potências mundiais chegam a acordo sobre 'pausa' em guerra na Síria

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *