Início » Internacional » Prefeito que se opôs a Bolsonaro anuncia pré-candidatura nos EUA
ESTADOS UNIDOS

Prefeito que se opôs a Bolsonaro anuncia pré-candidatura nos EUA

O democrata Bill de Blasio, de Nova York, no entanto, não conta com grande apoio dentro da própria cidade

Prefeito que se opôs a Bolsonaro anuncia pré-candidatura nos EUA
Bill de Blasio vai concorrer às primárias do Partido Democrata (Foto: nycmayorsoffice/Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O prefeito de Nova York, o democrata Bill de Blasio, anunciou nesta quinta-feira, 16, a sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos. As eleições ocorrem em 2020. Blasio vai disputar as primárias das eleições, que ocorrem dentro do próprio Partido Democrata.

De Blasio foi o 23º democrata a anunciar a pré-candidatura, e terá de enfrentar os companheiros de partido antes de disputar o cargo com o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que vai tentar a reeleição. Caso consiga atingir o objetivo e se tornar presidente, Blasio vai conquistar um feito inédito, sendo o primeiro prefeito americano a chegar diretamente à Presidência.

O prefeito nova-iorquino, de 58 anos, anunciou a sua pré-candidatura através de um vídeo no YouTube, compartilhado nas redes sociais. O vídeo indica que o slogan da campanha de Blasio será “Trabalhadores em primeiro lugar” (“Working People First”, no original).

“Hoje estou orgulhoso de anunciar a minha candidatura para presidente dos Estados Unidos da América, porque é hora de finalmente colocar os trabalhadores em primeiro lugar”, afirmou o prefeito democrata.

Blasio, que ganhou notoriedade no Brasil depois de fazer forte oposição à visita do presidente Jair Bolsonaro a Nova York, terá um longo caminho pela frente. Isso porque, apesar de ter sido reeleito em 2017, conquistando 726.361 votos (66,5%) – mais do que o dobro da sua principal adversária, a republicana Nicole Malliotakis, que recebeu 303.742 votos (27,8%) – a candidatura de Blasio não é apoiada pelos nova-iorquinos.

Em uma pesquisa da Universidade Quinnipiac divulgada no início de abril, 76% dos nova-iorquinos afirmaram ser contra a candidatura de Blasio. O resultado mostrou uma união entre os eleitores democratas e republicanos. A pesquisa mostrou ainda que a democrata Alexandria Ocasio-Cortez, de 29 anos, congressista por Nova York na Câmara dos Representantes, têm recebido uma aprovação maior do que Blasio dentro da cidade.

Criminalidade e emprego

Blasio também terá de enfrentar a forte oposição feita por Trump. Assim que anunciou a sua pré-candidatura, o prefeito de Nova York viu o presidente usar as redes sociais para criticar a tentativa de chegar à Presidência.

“Os democratas estão recebendo outra beleza para se juntar ao seu grupo. Bill de Blasio, de Nova York, considerado o pior prefeito dos Estados Unidos. Supostamente anunciará candidatura à presidência hoje. Ele é uma piada, mas se você gosta de impostos altos e crimes, ele é o seu homem. Nova York ODEIA ELE!”, escreveu Trump. Em resposta, Blasio afirmou que Nova York tem “recorde de baixa criminalidade e alta de empregos”.

De acordo com uma reportagem do New York Post, do início de maio, Nova York realmente registrou o menor índice de criminalidade, em relação a crimes “indexados” – assassinato, estupros e roubos – desde 1994, quando o rastreamento passou a ser computadorizado. Em abril, foram registrados apenas 17 assassinatos, contra 26 no mesmo mês em 2018.

“A cidade de Nova York tem visto uma redução dramática no crime, e continuamos a fazer história e estabelecer novos recordes enfrentando os desafios juntos”, afirmou o comissário da polícia de Nova York, James O’Neill, no início do mês.

Já em relação ao emprego, os números confirmam o que foi dito por Blasio. De acordo com um relatório do Gabinete do Controlador do Estado de Nova York, divulgado em abril, a cidade atingiu, em 2018, o número de 4,55 milhões de empregos, o maior índice já registrado. Segundo o relatório, a cidade de Nova York criou, entre 2009 e 2018, mais empregos do que qualquer estado do país, com exceção de Califórnia, Texas, Flórida e o estado de Nova York.

“A cidade de Nova York está experimentando sua maior e mais longa expansão de empregos desde o final da Segunda Guerra Mundial e a cidade tem sido a força motriz por trás dos ganhos de emprego do estado”, afirmou o controlador estadual Thomas P. DiNapoli.

Em relação à aprovação dos eleitores de Nova York, Blasio conta com o apoio de 42%, no índice geral. A aprovação é maior entre eleitores negros (66%), mas menor entre hispânicos (40%) e brancos (31%). Entre os brancos, a rejeição é maior, atingindo 58%.

Leia também: Joe Biden lança pré-candidatura à presidência dos EUA
Leia também: Bernie Sanders vai concorrer à presidência em 2020

Fontes:
The New York Times-Mayor Bill de Blasio Enters 2020 Race for President

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *