Início » Internacional » Presidente da Guatemala diz ‘não’ à renúncia
Corrupção

Presidente da Guatemala diz ‘não’ à renúncia

Escândalo de corrupção leva o povo a protestos na frente do palácio presidencial

O  presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, rejeitou pedidos por sua renúncia no domingo, negando qualquer envolvimento em um esquema para isentar o governo de taxas de receitas aduaneiras em troca de propinas.

“Eu não vou renunciar, e vou me submeter aos procedimentos que correspondem à lei”, disse o presidente Otto em um pronunciamento na TV.

O anúncio desafiador veio em um momento que o presidente encontra-se isolado, depois de a maior parte de sua equipe ter abandonado o gabinete no fim de semana, e depois de o grupo de negócios mais poderoso da Guatemala exigir que Otto renuncie imediatamente.

O esquema, no qual importadoras pagavam propinas a autoridades fiscais para obter descontos em impostos, abalou o governo de Pérez Molina e desencadeou quatro meses de protestos em massa.

No sábado, multidões se reuniram nos portões do palácio presidencial e, em meio a bandeiras e coros do hino nacional, gritaram pela renúncia do presidente. A igreja católica anunciou seu apoio aos protestos de domingo, 23, e novas manifestações estão planejadas para esta semana.

Dentre os acusados no esquema estão o atual e ex presidentes das autoridades fiscais e o secretário da vice presidente Roxana Baldetti. Ela pediu demissão em maio e foi presa na sexta, 21. Horas depois, a advogada Thelma Aldana e IvánVelazquez, o líder do time internacional de promotores anticorrupção, disseram que evidências do escândalo apontam para Otto e Roxana como os líderes.

Thelma disse que dentre as evidências, estão gravações feitas com escutas. “Não há dúvidas de que as pessoas a quem eles se referem nas gravações são o presidente e a vice-presidente da República”.

Tanto o presidente com a vice-presidente negam envolvimento no escândalo.

O tumulto acontece enquanto a Guatemala se prepara para as eleições presidenciais no dia 6 de setembro. Perez Milina não é um candidato à reeleição.

Fontes:
New York times - Guatemala President Balks at Calls for Resignation

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *