Início » Internacional » Presidente do Banco Mundial deixa cargo em fevereiro
INTERNACIONAL

Presidente do Banco Mundial deixa cargo em fevereiro

A partir de fevereiro, Kristalina Georgieva, CEO do Banco Mundial, vai assumir o papel de presidente interina da instituição

Presidente do Banco Mundial deixa cargo em fevereiro
Kim está no cargo há seis anos (Foto: Wikimedia)

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, vai deixar o cargo no dia 1º de fevereiro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, 7, através de um comunicado divulgado pela instituição.

Kim está no cargo há seis anos e o mandato estava previsto para terminar apenas em 2022, mas o sul-coreano decidiu deixar a cadeira já neste ano. A partir de fevereiro, Kristalina Georgieva, CEO do Banco Mundial, vai assumir o papel de presidente interina.

“Foi uma grande honra servir como presidente desta notável instituição, cheia de indivíduos apaixonados dedicados à missão de acabar com a pobreza extrema em nossa vida. O trabalho do Grupo Banco Mundial é mais importante agora do que nunca, à medida que as aspirações dos pobres aumentam em todo o mundo, e problemas como mudança climática, pandemias, fome e refugiados continuam a crescer em escala e complexidade”, afirmou Kim.

Em 2012, já sob a liderança de Kim, com o apoio de 189 países, o Banco Mundial instituiu metas ambiciosas, como acabar com a pobreza extrema até 2030; e impulsionar a prosperidade , com foco nos mais pobres em países em desenvolvimento. Também sob a presidência de Kim, o Banco Mundial conseguiu reabastecimentos recordes para aumentar o trabalho em áreas afetadas pela fragilidade, conflitos e violência.

“O Banco Mundial também está trabalhando com as Nações Unidas e as principais empresas de tecnologia para implementar o Mecanismo de Ação contra Fome, para detectar sinais de alerta mais cedo e prevenir a fome antes que eles comecem”, informou o comunicado da instituição.

Após sua saída do Banco Mundial, Kim já anunciou que vai se unir a uma empresa e vai focar em aumentar os investimentos em infraestrutura em países em desenvolvimento. No entanto, o atual presidente da instituição ainda não deu maiores detalhes sobre o assunto. Ademais, Kim também voltará a integrar o conselho da organização Partners in Health (PIH), que fornece cuidados de saúde aos pobres.

“Estou ansioso para trabalhar mais uma vez com meus amigos de longa data e colegas da PIH em uma série de questões sobre saúde e educação globais.Também continuarei meu compromisso com a Brown University como curador da corporação e espero servir como membro sênior do Instituto Watson de Brown para Assuntos Internacionais e Públicos”, revelou Kim.

 

Leia também: Economista-chefe do Banco Mundial renuncia ao cargo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *