Início » Internacional » Presidente do Equador anuncia saída do país da Unasul
'PLATAFORMA POLÍTICA'

Presidente do Equador anuncia saída do país da Unasul

Lenín Moreno afirmou que bloco se transformou em uma 'plataforma política' que 'destruiu o sonho de integração'

Presidente do Equador anuncia saída do país da Unasul
Edifício sede da Unasul na capital equatoriana (Fonte: Reprodução/Google Street View)

O Equador irá se retirar da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), que foi criada em 2008. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 13, pelo presidente do país, Lenín Moreno.

O presidente equatoriano também solicitou que a Unasul devolva o edifício sede da organização que fica em Quito, capital do Equador.

De acordo com Moreno, a Unasul se transformou em uma “plataforma política” que “destruiu o sonho de integração” e “entrou em um final sem retorno”.

“Por tudo isso, o Equador concluiu que não existem condições para que a Unasul possa voltar a trabalhar pela integração sul-americana”, afirmou o presidente Equatoriano em rede nacional.

Outros seis países, Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Paraguai e Peru, já haviam suspendido sua participação na organização por tempo indeterminado.

O jornal equatoriano “El Universo” informou que o presidente Lenín Moreno também pediu a retirada de uma estátua do ex-presidente argentino Néstor Kirchner. “Ele não representa os valores e a ética de nossos povos”, afirmou.

Leia também: Colômbia deixa a Unasul e expõe crise no bloco

Fontes:
G1 - Equador anuncia saída da Unasul e pede devolução do edifício sede em Quito

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *