Início » Internacional » Presidente sul-coreano promete acabar com energia nuclear
COREIA DO SUL

Presidente sul-coreano promete acabar com energia nuclear

Eleito recentemente, Moon Jae-In anunciou que o país direcionará seus esforços para a energia limpa e renovável

Presidente sul-coreano promete acabar com energia nuclear
'O status econômico do país mudou, assim como a consciência da importância do meio ambiente', disse Moon Jae-In (Foto: Wikimedia)

O novo presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In prometeu que o país acabará com a dependência de energia nuclear e investirá em fontes de energia renováveis. Ele espera que o país entre em uma “era livre da energia nuclear”.

Eleito no mês passado, após o escândalo político que levou à prisão da presidente Park Geun-Hye, o político liberal de esquerda alerta para as “inimagináveis consequências” de um desastre nuclear nos moldes do ocorrido em Fukushima, no Japão. “Destruiremos completamente os planos de construção de novos reatores nucleares”, disse o novo presidente em um evento de fechamento da usina nuclear mais antiga do país, a Kori-1.

Além disso, Moon anunciou que não expandirá a operação dos reatores que se encontram em atividade na Coreia do Sul e que devem ser fechadas ao final de sua vida útil, entre 2020 e 2030. De acordo com a Associação Nuclear Mundial, há 25 reatores nucleares na Coreia do Sul, que são responsáveis por gerar um terço da energia do país.

Durante o evento, Moon destacou que, por muitos anos, a Coreia do Sul buscou uma política energética “barata e eficiente” e reconheceu que a energia nuclear teve um papel crucial no rápido crescimento econômico do país. Entretanto, destacou o impacto causado por acidentes nucleares e a necessidade de investir em fontes limpas e renováveis.

“O status econômico do país mudou, assim como a consciência da importância do meio ambiente. A noção de que a segurança e a vida das pessoas é mais importante que qualquer coisa se tornou um firme consenso social”, afirmou Moon.

No entanto, o esforço de Moon para acabar com a energia nuclear deve passar por alguns obstáculos importantes. Além de ser um processo que levará décadas, o novo presidente enfrentará forte oposição de empresas de construção civil, que aumentaram as exportações de tecnologia nos governos anteriores.

Além de acabar com a energia nuclear, Moon planeja fechar pelo menos dez usinas de carvão até o fim de 2022 e fazer com que as fontes renováveis correspondam a 20% do total de energia produzida no país em 2030.

Fontes:
The Guardian-New South Korean president vows to end use of nuclear power

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Lucinda Telles disse:

    É mais fácil a energia nuclear acabar com ele.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *