Início » Cultura » Primeiro dos sete dirigentes da FIFA é extraditado para os Estados Unidos
Corrupção no Futebol

Primeiro dos sete dirigentes da FIFA é extraditado para os Estados Unidos

Jeffrey Webb, ex-vice-presidente da entidade máxima do futebol, concordou com a transferência na última semana e foi enviado na manhã de quarta-feira

Primeiro dos sete dirigentes da FIFA é extraditado para os Estados Unidos
Os dirigentes são acusados de receber propina na venda de direitos de tv e comerciais das competições de futebol (Foto: Wikipedia)

A Suíça extraditou o primeiro dos dirigentes da Fifa, presos desde maio, para os Estados Unidos. De acordo com a Reuters, o ex-vice-presidente da entidade máxima do futebol e presidente da Confederação da América do Norte, Central e Caribe, Jeffrey Webb, foi extraditado nesta quarta-feira, 15. Webb concordou em ser enviado para os EUA, na semana passada, para responder às acusações de corrupção.

“O primeiro dos sete dirigentes da Fifa mantidos sob custódia na Suíça foi extraditado para os EUA em 15 de julho. Ele foi entregue a uma escolta de três policiais dos EUA em Zurique que o acompanharam em um voo para Nova York”, explica um comunicado, que não citou o nome do dirigente.

Webb é suspeito de ter recebido mais de R$ 10 milhões da empresa de marketing esportivo Traffic em troca de direitos comerciais das competições da Concacaf. O valor era parte de um pacote de R$ 72 milhões em propina.

Webb e outros seis diretores da Fifa estão presos desde o dia 27 de maio. São eles: o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin; o membro do atual Comitê Executivo da Fifa e do Comitê Executivo da Concacaf, Eduardo Li; o diretor de desenvolvimento da Fifa, Julio Rocha; o assistente da Presidência da Concacaf, Costas Takkas; o membro do Comitê Executivo da Conmebol, Rafael Esquivel; e o ex-presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo.

Marin tenta evitar extradição

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, já prepara sua defesa para tentar impedir o processo de transferência para os Estados Unidos. Na última terça-feira, 14, Marin foi interrogado pela Justiça suíça.

Marin é acusado de crimes de fraude, lavagem de dinheiro e conspiração envolvendo recebimento de propina para venda dos direitos de TV da Copa América e Copa do Brasil. Os advogados do brasileiro têm até dia 28 de julho para apresentar o recurso técnico contra a transferência.

Fontes:
Folha-Suíça extradita aos EUA primeiro dos sete suspeitos de corrupção na Fifa

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *