Início » Internacional » Primeiro-ministro do Canadá diz que ataques não intimidam o país
Atentado no Canadá

Primeiro-ministro do Canadá diz que ataques não intimidam o país

O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, disse que o incidente no Parlamento serviu para lembrar que o país que não está imune a ataques

Primeiro-ministro do Canadá diz que ataques não intimidam o país
Stephen Harper, afirmou que não está descartada a hipótese de outros envolvidos no atentado (Reprodução/AFP)

Após o Parlamento do Canadá ter sofrido ataque, com explosões e tiros, na última quarta-feira, 22, o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, afirmou que não está descartada a hipótese de outros envolvidos no atentado. Um soldado acabou morto no ataque em Ottawa.

Leia mais: Parlamento do Canadá é alvejado por atiradores

Harper disse que o incidente foi “brutal e violento e serviu para lembrar que o país que não está imune a ataques”.  “Mas que não haja dúvidas: não vamos nos intimidar. O Canadá nunca será intimidado”, disse Harper, que se referiu ao atirador como terrorista.

O primeiro-ministro também prometeu redobrar esforços para conter esse tipo de ameaça, a fim de garantir a segurança da população, e prestou solidariedade à família do soldado Nathan Cirillo, morto no ataque.

O atirador

Um dos homens identificados pelas autoridades canadenses como autor do ataque ao Parlamento é Michael Zehaf-Bibeau (32). Segundo o jornal local The Star, ele reunia antecedentes criminais desde 2001; cometeu pelo menos 11 crimes entre roubo, posse de armas e de drogas.

O atirador se converteu ao islã – há cerca de 10 anos, aponta a rede NBC – e planejava viajar para o Oriente Médio sob a alegação de que o “o diabo estava atrás dele”, conforme o depoimento de um amigo de Bibeau.

O autor do ataque foi morto pela polícia canadense, na última quarta-feira, 22, durante a troca de tiros. Uma de suas vítimas é o cabo Exército, Nathan Cirillo, que morreu no Memorial de Guerra do Canadá, situado ao lado do Parlamento.

Considerado um passageiro de alto risco pelo governo do país, Bibeau teve seu passaporte confiscado meses atrás, pelas autoridades do Canadá.


 

Fontes:
Veja - Premiê diz que Canadá ‘não vai se intimidar’ com ataques

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *