Início » Internacional » Professores do Paquistão aprendem a atirar
Após massacre

Professores do Paquistão aprendem a atirar

Ministério da Educação do Paquistão apoia o armamento dos professores como uma medida lógica. Alguns educadores, no entanto, criticam a iniciativa

Professores do Paquistão aprendem a atirar
Professora durante treinamento no Paquistão (Fonte: Reprodução/AP)

Após o atentado em uma escola em Peshawar, no Paquistão, que deixou um total de 150 mortos, professores decidiram aprender a atirar para se defender contra terroristas.

Os professores receberam autorização das autoridades governamentais para portar armas de fogo escondidas. Muitos educadores criticam a iniciativa, considerando uma imprudência armar professores.

Para alguns, no entanto, trabalhar desarmados não é mais uma opção. Professoras do Colégio da Fronteira para Mulheres dizem que a medida é uma forma de proteger os estudantes.

O Ministério da Educação do Paquistão afirmou que apoia o armamento dos professores como uma medida lógica. Atualmente, 65 mil policiais atuam na defesa de quase 50 mil escolas.

De acordo com o ministro da Educação, Mushtuq Ghani, “os terroristas precisam saber que as escolas não são indefesas, e os professores armados poderiam impedir militantes e ganhar tempo para reforços policiais chegarem […] Estamos em guerra”.

Dezenas de milhares de pessoas foram mortas ao longo da última década pelo Talibã paquistanês. Após o ataque a Peshawar, o governo aumentou as operações militares na fronteira com o Afeganistão, restabeleceu a pena de morte para condenados por terrorismo, e alterou processos em tribunais militares em uma tentativa de cessar a intimidação de testemunhas e tribunais oficiais.

O governo provincial de Peshawar está criando oficinas de formação de armas de fogo para professores.

Fontes:
G1 - Professoras do Paquistão se armam e aprendem a atirar após massacre

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Agora é só mostrar para a abominável presidenta e para o chefe dela, o molusco de garanhuns, para que eles se convençam que os que não tem antecedentes criminais devem ter o direito de ter uma arma para se defender. A polícia não tem mais condições de defender o cidadão.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *