Início » Internacional » Protestos contra alta de combustível terminam em confusão no México
DESREGULAMENTAÇÃO DOS PREÇOS

Protestos contra alta de combustível terminam em confusão no México

Mais de 160 pessoas foram detidas por realizarem 'diversos atos de vandalismo' durante manifestações

Protestos contra alta de combustível terminam em confusão no México
População rouba gasolina e diesel das bombas em Allende, no estado de Veracuz (Fonte: Reprodução/AP)

O aumento dos preços dos combustíveis no México tem gerado protestos em todo o país desde o último final de semana. O governo do estado do México informou nesta quarta-feira, 4, que 161 pessoas, incluindo 126 adultos e 35 menores, foram detidas por realizarem “diversos atos de vandalismo” durante manifestações no estado.

De acordo com o governo estadual, os detidos realizaram atos de vandalismo em estabelecimentos comerciais nos municípios de Acolman, Ecatepec, Naucalpan, Nicolás Romero, Tultepec e Tecámac. As autoridades negam que tenham decretado toque de recolher, ressaltando que há falsas “mensagens, publicações e áudios que circulam em redes sociais sobre um suposto toque de recolher ou presença de grupos armados em alguns municípios” que têm como “único propósito” o de “gerar psicoses e temor entre as pessoas”.

Há relatos de saques em shoppings e lojas de Ecatapec sem a intervenção das forças de segurança. “A polícia estava por lá, mas não interveio. As pessoas podem entrar saqueando e levar o que quiser”, afirmou um morador à agência de notícias Efe.

A agência de notícias Associated Press informou que, em Allende, no estado de Veracuz, pessoas roubaram gasolina e diesel das bombas de um posto de combustível.

Os protestos começaram após o governo de Enrique Peña Nieto desregulamentar os preços dos combustíveis, resultando em uma alta de até 20% para a população. Desde então há bloqueios de rodovias e saques a postos de gasolina em várias partes do país.

O governo do estado do México afirmou que respeita a “liberdade de expressão”, mas advertiu que “não vai tolerar atos ilegais e que atentem contra o resto da população”. Já o presidente Peña Nieto prometeu uma resposta dura após o agravamento das manifestações.

Fontes:
G1 - 161 pessoas são detidas em protestos contra alta de combustível no México

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *