Início » Internacional » Protestos elevam tensão na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza
JORNADA DE MANIFESTAÇÕES

Protestos elevam tensão na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza

Pelo menos sete palestinos morreram e mais de 500 ficaram feridos em confrontos com forças israelenses

Protestos elevam tensão na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza
Batizadas de ‘A Grande Marcha do Retorno’, manifestações devem durar seis semanas (Foto: Hosam Salem/Al Jazeera)

Pelo menos sete palestinos morreram e mais de 500 ficaram feridos em confrontos com forças israelenses em diferentes pontos da fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel ocorridos nesta sexta-feira, 30.

Milhares de palestinos, incluindo mulheres e crianças, participam nesta sexta-feira de uma manifestação convocada pelo grupo palestino Hamas em repúdio à decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Segundo a mídia palestina, pelo menos 20 mil pessoas participam das manifestações.

Iniciadas hoje, as manifestações, batizadas de “A Grande Marcha do Retorno”, estão previstas para durar seis semanas, se estendendo até o dia 15 de maio. As datas escolhidas são simbólicas. Elas representam o “Dia da Terra”, celebrado todo 30 de março em memória de seis árabes israelenses mortos em 1976 durante um protesto contra o confisco de terras, e o “Nakba”, ou “catástrofe”, celebrado todo 15 de maio em memória do deslocamento de centenas de milhares de palestinos do atual território israelense após a criação do Estado judeu, em 1948.

Um dos palestinos mortos pelas forças israelenses foi identificado como Omar Samur, de 27 anos. Segundo um porta-voz do exército israelense, ele foi alvejado por ter se aproximado da cerca que divide os dois territórios. “Dois suspeitos se aproximaram da cerca de separação durante a madrugada no sul da Faixa de Gaza em atitude suspeita. Como resposta um tanque do Exército disparou contra eles”, disse o porta-voz.

Em comunicado, o exército israelense afirmou que os palestinos atiraram pedras contra militares e tentaram danificar a cerca que divide os territórios. “As tropas estão respondendo com métodos de dispersão e atirando contra os principais instigadores”, diz o comunicado.

Fontes:
DW-Protestos elevam tensão na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Vasco A. Duval disse:

    Tanques contra pedras. A disparidades de forças entre israelenses e palestinos nos faz prever o total aniquilamento do povo palestino, povo que vive na região desde Abrahão, remanescente da diáspora judaica. Agora este povo, que desenvolveu uma nova religião, tenta sobreviver ao extermínio imposto pelos irmãos judeus que retornam.

    Os israelenses estão fazendo de tudo para que o mundo dê razão a Hitler.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *