Início » Internacional » Protestos provocam caos nos transportes públicos de Hong Kong
NOVAS MANIFESTAÇÕES

Protestos provocam caos nos transportes públicos de Hong Kong

Governo local afirmou que situação é 'muito perigosa'

Protestos provocam caos nos transportes públicos de Hong Kong
Manifestantes acusam o governo local de ser pró-Pequim (Fonte: Reprodução/Twitter/@erinhale)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Protestos simultâneos em sete distritos de Hong Kong provocaram caos nos transportes públicos nesta segunda-feira, 5.

Manifestantes, que acusam o governo local de ser pró-Pequim, ocuparam estações de metrô. Além disso, mais de cem voos foram cancelados no aeroporto internacional de Hong Kong, que é um dos mais movimentados em todo o mundo.

O governo local, por sua vez, afirmou que a situação é “muito perigosa”, sugerindo claramente a disposição de endurecer a repressão contra os manifestantes.

O tráfego de veículos também foi interrompido em várias partes de Hong Kong, provocando congestionamentos.

A CNN informou que a polícia utilizou gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes em cinco dos sete distritos onde há registro de protestos nesta segunda.

De acordo com a chefe de governo local, Carrie Lam, a atitude dos “jovens radicais” provocam uma “situação muito perigosa”. “Eu diria que [os manifestantes] estão tentando derrubar Hong Kong, destruir por completo a vida de mais de sete milhões de pessoas”, afirmou.

Carrie Lam disse ainda que “o governo será enérgico na manutenção da lei e da ordem em Hong Kong para restaurar a confiança”.

Os protestos em Hong Kong começaram no último dia 9 de junho, quando o governo local divulgou um projeto de lei, que agora está suspenso, que possibilitaria a extradição de presos à China continental.

As manifestações vêm sendo organizadas pelas redes sociais. Os manifestantes não têm um líder. Eles querem interromper o que consideram uma crescente influência de Pequim em Hong Kong.

Um total de 420 pessoas já foram detidas pela polícia de Hong Kong desde o início dos protestos.

Leia também: China sugere ações militares contra manifestações em Hong Kong

Fontes:
G1 - Greve geral e protestos em Hong Kong provocam o caos nos transportes públicos; governo promete reação

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    Lá o povo luta para não sucumbir ao tacão socialista chinês. Aqui, quando Bolsonaro dá mais um passo para a erradicação do cripto-socialismo instalado pelos socialistas FHC, Lularápio e Dilma Luca no Brasil a imprensa grita mais do que bezerro desmamado.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *