Início » Internacional » Putin inaugura a maior ponte da Europa
INTERNACIONAL

Putin inaugura a maior ponte da Europa

Construção liga a Rússia à Crimeia e supera a ponte Vasco da Gama em extensão, que se tornou a segunda maior da Europa

Putin inaugura a maior ponte da Europa
A Ponte da Crimeia tem 19 quilômetros de extensão e custou quase US$ 3,7 bilhões (Foto: Kremlin.ru)

O presidente russo, Vladimir Putin, inaugurou nesta terça-feira, 15, a Ponte da Crimeia, que liga a Rússia à Crimeia. A construção, que está sendo popularmente chamada de “Ponte de Putin”, tem 19 quilômetros de extensão, cruza o estreito de Kerch e liga a Península de Taman à costa da Crimeia.

A ponte, que custou quase US$ 3,7 bilhões, se tornou a mais longa da Europa e será aberta para os carros na próxima quarta-feira, 16. A “Ponte de Putin” tem capacidade para circulação de 40 mil carros diariamente, superando a antiga maior ponte do continente, a Vasco da Gama, que fica em Portugal, e agora fica em segundo lugar em extensão.

Além da rodovia, a construção também contará com uma linha férrea, que só será inaugurada em 2019. Mais de 10 mil pessoas trabalharam nas obras e conseguiram antecipar a abertura da ponte em seis meses, segundo o Kremlin.

“Continuaremos a trabalhar em projetos semelhantes em todo o país. E quando digo em todo o país, estou falando sério. Vamos construir mais estradas, pontes, aeroportos e portos. Vamos tornar a vida de nossos povos melhor e mais confortável. E nós teremos sucesso por todos os meios, porque temos pessoas excelentes e talentosas como vocês”, disse Putin, em um discurso na abertura da ponte.

A mídia estatal russa elogiou a criação da ponte, chamando de “construção do século”. Isso porque, devido ao mau tempo, a circulação das balsas no estreito de Kerch é frequentemente interrompida. A construção seria uma alternativa às pessoas que não desejam contar apenas com o transporte marítimo.

A ponte, no entanto, tem sido alvo de críticas da Ucrânia e da União Europeia. De acordo com um comunicado do bloco econômico, a construção “é uma integração forçada da península ilegalmente anexada pela Rússia”. Ainda segundo a União Europeia, a ponte limita a passagem de navios que passam pelo estreito de Kerch e vão até os portos ucranianos.

Assim como a União Europeia, o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, considera a anexação da Crimeia pela Rússia, ocorrida em 2014, ilegal. O chefe de Estado ucraniano foi mais duro em suas críticas, afirmando que a construção da ponte “é a mais recente prova do desdém do Kremlin pelo direito internacional”, segundo noticiou o jornal Globo.

Devido à anexação da Crimeia pela Rússia ao seu território e o apoio de Putin a um movimento separatista no leste da Ucrânia, Moscou começou a sofrer com frequentes sanções dos Estados Unidos e da União Europeia.

Fontes:
The Guardian-Putin opens 12-mile bridge between Crimea and Russian mainland
O Globo-Ao volante de caminhão, Putin inaugura ponte entre Rússia e Crimeia

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *