Início » Internacional » Rainha Elizabeth aprova suspensão de Parlamento britânico
REINO UNIDO

Rainha Elizabeth aprova suspensão de Parlamento britânico

Pedido foi feito pelo primeiro-ministro Boris Johnson, que é acusado de usar tática para impedir um possível bloqueio do Brexit sem acordo

Rainha Elizabeth aprova suspensão de Parlamento britânico
Suspensão vai incluir as três semanas referentes ao recesso parlamentar (Foto: Maurice/Wikimedia)

A Rainha Elizabeth aprovou nesta quarta-feira, 28, a suspensão do Parlamento do Reino Unido por cinco semanas, contadas a partir do dia 10 de setembro. O pedido foi feito pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, alegando que a medida vai permitir que ele “apresente um novo programa legislativo para a aprovação dos parlamentares”.

No entanto, os parlamentares acusam Johnson de promover um golpe contra a democracia britânica. Isso porque, com a suspensão, os deputados só retomam seus cargos no próximo dia 14 de outubro, pouco mais de 15 dias para a data limite do Brexit – processo de separação da União Europeia e o Reino Unido -, no dia 31 de outubro.

Dessa forma, os parlamentares terão menos tempo para tentar impedir um Brexit sem acordo, que é defendido por Johnson. A expectativa é que opositores do primeiro-ministro busquem ações judiciais para impedir a suspensão do Parlamento.

Antes da aprovação da suspensão, Jeremy Corbyn, líder do partido Trabalhista, assim como outros opositores, chegaram ao acordo para usar esforços legislativos contra um possível Brexit sem acordo, rejeitando a possibilidade de uma moção de desconfiança, a qual a ex-primeira ministra Theresa May teve que enfrentar.

No entanto, com a aprovação da suspensão e a redução do tempo para debater o processo do Brexit, é possível que os parlamentares se organizem para, no primeiro dia do retorno do Parlamento, uma moção de desconfiança seja movida contra Johnson. A moção pode receber o apoio de membros do Partido Conservador, que lidera o Parlamento, que estão desconfortáveis com a possibilidade de um Brexit sem acordo.

“Se é impossível evitar a prorrogação, então acho que vai ser muito difícil para pessoas como eu manter a confiança no governo e eu posso ver porque o líder da oposição gostaria de apresentar uma moção para um voto de desconfiança”, afirmou o parlamentar Dominic Grieve, do Partido Conservador.

Segundo uma pesquisa da YouGov, a maior parte dos eleitores britânicos são contrários à suspensão do Parlamento. Ao todo, 47% das pessoas se posicionaram contra a suspensão e apenas 27% foram favoráveis. Outras 26% não souberam responder. Uma petição impetrada no Parlamento britânico já reúne mais de 500 mil assinaturas contra a suspensão do Parlamento.

Por outro lado, segundo o Guardian, não é incomum que a suspensão do Parlamento ocorra. No entanto, também não é comum uma suspensão tão longa, mesmo que ela inclua o período de três semanas relativos ao recesso parlamentar – o que é o caso. De acordo com o jornal britânico, desde a década de 1980, as suspensões duravam menos de uma semana.

Fontes:
The Guardian-Brexit: Queen consents to suspension of parliament for five weeks – live news
Independent-Boris Johnson news – live: Queen accepts request to suspend parliament as PM accused of staging 'coup d'etat'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto Henry Ebelt disse:

    E para nós, brasileiros, o que é melhor? Um UK independente, aliado a Donald e Jair
    ou um Reino Desunido atado à desprezível Europa politicamente correta, possivelmente dirigida pelo Lula britânico, o Jeremy Corbin?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *