Início » Internacional » Rebeldes curdos e grupos radicais tomam o controle do norte do Iraque
à beira da fragmentação

Rebeldes curdos e grupos radicais tomam o controle do norte do Iraque

Rebeldes curdos e grupos radicais sunitas avançam em direção à Bagdá e colocam em xeque o governo xiita do país

Rebeldes curdos e grupos radicais tomam o controle do norte do Iraque
Governo do primeiro ministro xiita, Nouri al-Maliki, decreta estado de emergência (Reprodução/AFP)

O risco de fragmentação é cada vez maior no Iraque, onde sunitas, xiitas e forças da minoria curda estão tomando o controle de várias cidades do país.

Leia mais: Grupo radical islâmico toma o controle de duas cidades do Iraque

Nesta quinta-feira, 12, rebeldes curdos tomaram a cidade de Kirkuk, sem encontrar qualquer resistência. A cidade, onde a maioria da população é curda, fica ao norte do Iraque, a 240 km da capital Bagdá.

Já grupo radical sunita Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS), após tomar as cidades de Mossul e Tikrit, chegou nesta quinta-feira à cidade de Samarra, a apenas 125 km ao norte de Bagdá.

Com isso, o governo do primeiro-ministro xiita, Nouri al-Maliki, perdeu o controle sobre a região norte do país.

Apesar de al-Malik garantir à população de que “a tomada das cidades pelos rebeldes é temporária e em breve será revertida pelo exército”, membros do governo iraquiano se  reuniram nesta quinta-feira no Parlamento para decretar estado de emergência no Iraque.

EUA planejam enviar ajuda

Os Estados Unidos estão considerando enviar ajuda para conter a situação no país, mas excluem a possibilidade de enviar tropas terrestres. Segundo o porta-voz da Secretaria de Defesa americana, Jen Psaki, os EUA estão “considerando as melhores opções”.

Apesar disso, o governo Obama fez duras críticas ao mandato de Nouri al-Maliki e questionou abertamente se ele deveria continuar no poder. Desde que assumiu o cargo de primeiro-ministro, em 2006, al-Maliki passou a perseguir políticos opositores da etnia sunita, acirrando os conflitos étnicos no país.

“Ele claramente não está sendo um bom primeiro-ministro. Ele não se aproximou da população sunita, deixando-a mais vulnerável à influência da Al Qaeda”, disse o senador americano Bob Corker.

Fontes:
The Washington Post-Iraq disintegrating as insurgents advance; Kurds seize Kirkuk
RTP-Rebeldes a caminho de Bagdade, parlamento iraquiano decreta estado de emergência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Sheila Maria de Souza Andrade Gonçalves disse:

    Eu, observo que, os Direitos não estão sendo considerados , a liberdade a se tornar Independente, existe… O que e necessário e aplicar a lei existente, diante dos CURDOS, porque não ? São cidadãos, tem o direito garantido SIM.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *