Início » Internacional » Refugiado é morto pela polícia na fronteira entre Turquia e Bulgária
CRISE MIGRATÓRIA

Refugiado é morto pela polícia na fronteira entre Turquia e Bulgária

Trata-se do primeiro incidente envolvendo um imigrante abatido a tiros por policiais desde o início da atual crise migratória na Europa

Refugiado é morto pela polícia na fronteira entre Turquia e Bulgária
Europa enfrenta uma grave crise migratória (Fonte: Reprodução/Foto de arquivo/Tribuna Hoje)

Um refugiado do Afeganistão que viajava com um grupo de 54 afegãos morreu na madrugada desta sexta-feira, 16, na fronteira entre Turquia e Bulgária após ter sido atingido por um disparo feito pela polícia búlgara.

Leia também: Alemanha luta para lidar com a onda de refugiados no país
Leia também: Europa vai usar navios de guerra para abordar barcos no Mediterrâneo
Leia também: São necessárias 200 mil vagas para refugiados na Europa, diz ONU

Em entrevista coletiva, um funcionário do Ministério do Interior da Bulgária disse que o homem, que tinha entre 20 e 30 anos, foi atingido quando a polícia de fronteira tentava dispersar o grupo que tentava entrar ilegalmente no país.

Ainda de acordo com o governo búlgaro, agentes da polícia pediram que o grupo retornasse ao território turco, mas como eles não obedeceram, um dos policiais efetuou um disparo de advertência que acabou atingindo o afegão.

O secretário-geral do Ministério do Interior da Bulgária, Georgui Kostov, disse que o tiro atingiu o pescoço do refugiado, que morreu a caminho do hospital.

Os outros homens do grupo, considerados “agressivos” pelas autoridades búlgaras, foram detidos.

Autoridades locais vão investigar o incidente, o primeiro envolvendo um imigrante abatido a tiros por policiais desde o início da atual crise migratória na Europa.

Fontes:
G1 - Refugiado morre ao ser atingido por disparos da polícia na Bulgária

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *