Início » Internacional » Reino Unido negocia com Bélgica e Holanda para fechar rotas de migração
Crise humanitária

Reino Unido negocia com Bélgica e Holanda para fechar rotas de migração

Após fechar parceria com a França para reforçar a segurança no Eurotúnel, governo britânico tenta impedir uso de rotas alternativas no Canal da Mancha

Reino Unido negocia com Bélgica e Holanda para fechar rotas de migração
A iluminação dentro do Eurotúnel também será reforçada (Foto: Flickr)

O governo britânico abriu negociações com a Bélgica e a Holanda para fechar rotas que poderiam ser usadas por migrantes que tentam chegar à Inglaterra através do Canal da Mancha.

A medida ocorre dias após França e Reino Unido fecharem um acordo para atuarem juntos na segurança do porto de Calais, na França. A cidade francesa fica perto do Eurotúnel e é rota de migrantes que tentam chegar a território britânico. As negociações com a Holanda e a Bélgica visam impedir que migrantes busquem nesse países rotas alternativas a Calais.

Nesta quinta-feira, 20, a ministra do Interior britânica Theresa May chegou a Calais para se encontrar com o ministro do Interior francês Bernard Cazeneuve. Ambos fecharam um acordo de cooperação que prevê o envio de forças de segurança britânicas a Calais e equipes de busca com cães farejadores.

Também serão implantadas mais cercas de arame farpado no terminal do Eurotúnel, câmeras de segurança e equipamentos de luz infravermelha para vigiar o local. A iluminação dentro do Eurotúnel também será reforçada.

A situação em Calais reflete a calamitosa crise migratória na África. Na última terça-feira, 18, A Frontex, Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas, revelou que no mês de julho 107.500 migrantes chegaram à União Europeia. O número é recorde e é o triplo do registrado em julho de 2014.

Fontes:
The Guardian-UK in talks with Holland and Belgium to close off new migrant routes to Britain

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    Para o paraíso lulo-petista, felizmente, a procura é pouca.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *