Início » Internacional » Represa se rompe no Quênia e deixa 47 mortos
TRAGÉDIA NO QUÊNIA

Represa se rompe no Quênia e deixa 47 mortos

Localizada no condado de Nakuku, a represa Patel se rompeu, varrendo um vilarejo inteiro e inundando casas, escolas e campos de agricultura

Represa se rompe no Quênia e deixa 47 mortos
Segundo a polícia local, o número de mortos ainda pode subir (Foto: AFP/Getty Images)

O rompimento de uma represa no Vale do Rift, no Quênia, deixou pelo menos 47 mortos e milhares de desabrigados. O incidente ocorreu na noite da última quarta-feira, 9, na cidade de Solai, a 190 quilômetros ao noroeste da capital Nairóbi. As informações foram divulgadas pelo jornal Guardian.

Localizada no condado de Nakuku, a represa Patel se rompeu, varrendo um vilarejo inteiro e cobrindo um raio de dois quilômetros. Campos de agricultura foram inundados, assim como um shopping, várias escolas e outras moradias em Solai.

“É uma catástrofe, porque a maioria dos habitantes estava dormindo no momento da tragédia”, disse o comandante da polícia local, Gideon Kibunjah. Segundo a polícia, o número de mortos pode subir, pois ainda há desaparecidos. Há o temor de que muitas pessoas tenham ficado presas na lama criada à medida que a água da represa se alastrava.

Pelo menos 40 pessoas foram resgatadas e levadas para hospitais. As operações de resgate estão sendo feitas por agentes do condado de Nakuku, em parceria com a Cruz Vermelha de Quênia.

Moradores afirmaram ao jornal local Daily Nation que ouviram uma explosão na represa minutos antes do rompimento. Em entrevista à Reuters, Veronica Wanjiku Ngigi, de 67 anos, disse que estavam em casa fazendo chá, quando sua cunhada entrou em casa correndo, alertando que a represa havia rompido e que a família precisava ir para um lugar alto imediatamente.

“Era um mar de água. Meu vizinho morreu quando a água destroçou e avançou pelas paredes de sua casa. Ele era cego, então não tinha como fugir. Encontraram seu corpo pela manhã. Outros vizinhos também morreram. Todas as nossas casas foram arruinadas”, lamenta Ngigi.

O secretário de gabinete do Ministério do Interior compareceu ao local do incidente e informou que o governo abriu uma investigação para determinar a segurança de outras seis represas que ficam no entorno da região.

No momento, a suspeita é que a represa se rompeu por conta do grande volume de água acumulada na temporada de chuva, que iniciou em março e, segundo o governo queniano, já deixou pelo menos 132 mortos e 225 mil desabrigados devido a enchentes.

Fontes:
The New York Times-Death Toll From Kenya Dam Wall Collapse Climbs to 47

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *