Início » Internacional » Republicanos mandam carta ao Irã em afronta a Obama
Acordo Nuclear

Republicanos mandam carta ao Irã em afronta a Obama

'É um pouco irônico ver que alguns membros do Congresso têm objetivos em comum com os extremistas do Irã. É uma coalizão inusitada', disse Obama

Republicanos mandam carta ao Irã em afronta a Obama
Membros do governo insistem que o presidente Barack Obama não precisa da aprovação do Congresso para fazer um acordo com o Irã (Reprodução/Internet)

Na última segunda-feira, 9, a tensão entre a Casa Branca e os republicanos do Congresso aumentou. Em carta enviada ao Irã, 47 senadores republicanos afirmam que o presidente Barack Obama não tem direitos constitucionais para fazer o acordo com os iranianos e que qualquer acordo entre Obama e o líder iraniano seria apenas um “acordo executivo” que pode ser desfeito pelo Congresso ou pelo futuro presidente.

A Casa Branca respondeu acusando os republicanos de conspirarem com extremistas do Irã que se opõem às negociações e sugeriu que o objetivo da carta seja forçar os Estados Unidos a entrarem em conflito armado com o Irã. “É um pouco irônico ver que alguns membros do Congresso têm objetivos em comum com os extremistas do Irã. É uma coalizão inusitada”, disse o presidente Obama após a divulgação da carta.

Membros do governo insistem que o presidente não precisa da aprovação do Congresso para fazer um acordo com o Irã. O Congresso também não poderia alterar os termos do acordo. Segundo a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, a carta tem várias informações erradas sobre como funciona o sistema político americano.

A estratégia republicana pretende atrapalhar a reta final das negociações entre Estados Unidos e Irã. Obama já havia dito que o Irã deve concordar com os termos do acordo até o fim de março. O assessor de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, classificou a carta como “continuação” de uma tentativa de forçar o país a entrar em guerra com o Irã, o que no melhor cenário, atrasaria o programa nuclear iraniano por apenas alguns anos.

O acordo entre Estados Unidos e Irã vem sendo negociado há mais de um ano. Ele limitaria a capacidade de enriquecimento de urânio do país a um ponto que, caso os líderes iranianos decidissem expulsar os inspetores, seria necessário pelo menos um ano para produzir energia suficiente para uma bomba.

Caso os iranianos concordem com o acordo, a Casa Branca deve acabar com algumas sanções econômicas ao Irã nos próximos meses e anos. Mas para retirar as sanções, é necessário aprovação no Congresso.

Fontes:
The Washington Post-Republican letter to Iran intensifies dispute with White House

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *