Início » Internacional » Restos mortais de vítimas do nazismo são encontrados na França
Nazismo

Restos mortais de vítimas do nazismo são encontrados na França

Provetas continham amostras corporais de vítimas do anatomista Augusto Hirt

Restos mortais de vítimas do nazismo são encontrados na França
Placa em memória dos 86 judeus assassinados em 1943 por August Hirt (Foto: Wikimedia)

Décadas depois do Holocausto, restos mortais de judeus foram encontrado na cidade francesa de Estrasburgo, que fica na fronteira entre a França e a Alemanha.

Raphael Toledano, um pesquisador de Estrasburgo, que passou mais de uma década investigando o passado nazista da cidade francesa, se deparou com uma carta de 1952 de Camille Simonin, diretora da escola de ciência forense na Universidade de Estrasburgo. A carta detalhava o armazenamento de amostras de tecidos colhidos a partir de alguns dos 86 judeus que morreram na câmara de gás para os experimentos de Augusto Hirt, um pesquisador nazista de anatomia.

Estrasburgo foi libertada pelos americanos, Hirt se suicidou, e os restos mortais das vítimas acabaram no museu de ciência forense da universidade, que desde então se tornou uma das mais prestigiadas escolas de medicina da França.

Hirt foi julgado à revelia em 1952 na França e condenado à morte por seus experimentos. Na época, autoridades francesas não sabiam que ele havia cometido suicídio no final da Segunda Guerra Mundial e acharam que ele estava se escondendo na Alemanha.

As amostras foram aparentemente esquecidas até 9 de julho deste ano, quando Toledano e Jean-Sebastien Raul, o atual diretor da escola arrombaram uma porta do local e encontraram as provetas com fragmentos de pele humana e de outras amostras corporais.

 

Fontes:
The Guardian-Remains of Jewish victims of Nazi medical experiments found in France

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *