Início » Internacional » Revolta de Varsóvia
Nesta Data

Revolta de Varsóvia

No dia 1° de agosto de 1944, começou a Revolta de Varsóvia, onde os insurgentes tentaram expulsar as tropas nazistas da capital polonesa

Revolta de Varsóvia
Mais de 11 mil insurgentes morreram durante os conflitos contra as tropas nazistas (Foto: Wikimedia)

Durante o período da Segunda Guerra Mundial, a Polônia ficou ocupada pelas tropas nazistas. No dia 1° de agosto de 1944, o Exército da Resistência Polonesa, Armia Krajowa iniciou uma revolta para expulsar os nazistas, porém não obteve sucesso frente à forte repressão.

Os governantes da Polônia, que haviam sido exilados do país pelas tropas de Hitler, planejaram a revolta através das forças de resistência que permaneceram no país, o objetivo era que os membros da Armia Krajowa libertassem a capital polonesa e nomeassem autoridades que receberiam as tropas soviéticas, já dentro do país.

Foram 63 dias de luta, mas os insurgentes foram massacrados pelas tropas nazistas. A Armia Krajowa pediu auxílio aos soviéticos, mas eles não puderam enviar reforços devido a operação na Bielorrússia, terminada pouco tempo antes. Após acabar com o movimento, os nazistas incendiaram o centro de Varsóvia

Em 2 de outubro, os insurgentes se renderam e passaram a ser presos militares. Durante a revolta, 10 mil morreram, 17 mil foram capturados e outros 7 mil desapareceram. Além disso, a cidade acabou quase que completamente destruída e 150 mil civis foram mortos.

Varsóvia só foi libertada em 17 de janeiro de 1945, pelas tropas soviéticas com ajuda do 1° Exército das Forças Armadas Polonesas. No centro da capital, foi construído um cemitério memorial, onde enterraram os restos mortais dos 22 mil soldados soviéticos que morreram na luta de libertação. Mais de 600 mil morreram durante as batalhas na Polônia.

Fontes:
Sputnik News-Revolta de Varsóvia de 1944

3 Opiniões

  1. vania disse:

    Ninguém fala nada das nações africanas, dos países da América latina.Onde ocorreu o extermínio das civilizações indígenas como os incas, maias pelos espanhóis e na africa pelos europeus e sem esquecer a Europa do leste pelos russos.

  2. jayme endebo disse:

    A URSS não ajudou os insurgentes porque estavam lutando na Bielorussia e sim porque Stalin não queria que os insurgentes expulsassem os nazistas e tomassem o poder pois eles eram de direita e nos planos dele a Polonia ficaria sob a esfera da União Soviética no fim da guerra, que já se delineava e que ficou acordado entre as potencias aliadas.

  3. Markut disse:

    Macabra sinalização da inamovível natureza humana e seu predominante lado obscuro.

    Carnificinas e massacres sempre houve, ao longo da história do homem sobre o planeta.

    Variou apenas a intensidade, graças aos recursos de destruição, cada vez mais poderosos.

    A novidade ,no século vinte, é que a contagem atingiu, facilmente, a casa dos milhões.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *