Início » Internacional » Rússia anuncia que patrulhará Caribe e Golfo do México
Tensão Internacional

Rússia anuncia que patrulhará Caribe e Golfo do México

Governo russo retoma hábito da Guerra Fria e enviará bombardeiros para a região. OTAN acusa o país de enviar mais tropas à Ucrânia

Rússia anuncia que patrulhará Caribe e Golfo do México
Força Aérea Britância flagrou bombardeiro russo voando em espaço aéreo internacional (Reprodução/Associated Press)

A Rússia anunciou na última quarta-feira, 12, que fará patrulhas com aviões bombardeiros do Oceano Ártico ao Caribe e ao Golfo do México, regiões próximas aos EUA. A declaração é um reflexo das tensões entre os russos e os países do Ocidente devido à guerra civil na Ucrânia.

A decisão foi tomada após a OTAN acusar o país de enviar mais tropas e armas à Ucrânia, informação que foi negada pelas autoridades russas. O ministro da Defesa da Rússia, Serguei Shoigu, disse também que o país irá reforçar sua posição na Crimeia, anexada em março de 2014.

“Na atual situação, temos de manter a presença militar no oeste do Atlântico e no leste do Pacífico, bem como no Caribe e no Golfo do México”, disse Shoigu.

Os voos de patrulha da Rússia eram comuns durante a Guerra Fria, quando ainda era União Soviética, mas foram abolidos graças à crise financeira em que o país entrou. O presidente russo, Vladmir Putin, ressuscitou esse hábito.

No início de 2014, Shoigu disse que a Rússia tinha intenção de expandir sua área de influência e pediu autorização para que seus navios e aviões usem os portos da América Latina para manutenção.

OTAN acusa Rússia de enviar tropas à Ucrânia

O comandante chefe da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Philip Breedlove, disse que tropas russas cruzaram a fronteira para apoiar os rebeldes no leste da Ucrânia.

“Vimos colunas de equipamentos, tanques, sistemas de defesa antiaérea, artilharia e tropas de combate entrar na Ucrânia”, disse Breedlove.

O ministro da Defesa da Ucrânia, Stepan Poltorak, corroborou a afirmação do comandante e disse que seu país irá se preparar para enfrentar os russos e os separatistas.

“Observamos um reforço dos grupos terroristas e dos militares russos. Observamos seus movimentos, sabemos onde estão. Nossa tarefa principal é nos prepararmos para o combate”, concluiu o ministro.

A Rússia defende o cessar-fogo entre os rebeldes e o governo ucraniano. O secretário de Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, pediu para que se estabeleça um diálogo direto entre as partes do conflito.

Fontes:
Folha-Rússia anuncia patrulha aérea até o Caribe e golfo do México

2 Opiniões

  1. Beraldo Dabés Filho disse:

    Depois de extinta a URSS e, por conseguinte da “guerra fria”, os EEUU empreenderam inúmeras intervenções diplomáticas e militares, em todas regiões do mundo, com a justificativa de defesa dos seus “interesses geo-políticos”, na verdade econômicos. Os EEUU entenderam que se tornaram, pós guerra fria, os senhores do mundo em defesa da liberdade. Eita!!!!!! Os russos, com a economia desordenada, sob um sistema que aponta para a democracia, mas ainda não livre do conservadorismo centralizador, foram aos poucos se reorganizando economicamente e, respaldados pelo seu grande poderio nuclear, vem aos poucos, colocando novamente as suas manguinhas de fora. Se era isto que os ianques queriam, conseguiram. Mineiramente: “quem caça acha”.
    _____________________________________________________________________
    EM 2018, SE HOUVER ELEIÇÃO, NÃO VOTE EM BRANCO E NEM ANULE SEU VOTO!

  2. vanda disse:

    Sob Putin Rússia se torna uma nação imperialista e expansionista.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *