Início » Internacional » Russos tentam impedir demolição de bairro em Moscou
BOGORODSKOYE

Russos tentam impedir demolição de bairro em Moscou

O plano ambicioso de reforma urbana da prefeitura de Moscou enfrenta uma grande oposição popular

Russos tentam impedir demolição de bairro em Moscou
Moradores de Bogorodskoye reuniram-se para discutir os meios de salvar o bairro dos planos de demolição da prefeitura (Foto: Wikimedia)

Com suas ruas arborizadas, o bairro Bogorodskoye em Moscou é uma ilha de calma na metrópole barulhenta. Dmitri Pankov e Natalia Yakutova mudaram-se há um ano à procura de um lugar com ar puro para a filha pequena. As amplas áreas arborizadas e o acesso fácil ao transporte público atraíram Igor Popov, que comprou um apartamento há alguns anos em um dos prédios construídos na época da antiga União Soviética. No final de uma noite de abril, o casal Pankov, Popov e vários outros moradores reuniram-se para discutir os meios de salvar o bairro dos planos de demolição da prefeitura.

No início deste ano, as autoridades municipais anunciaram os planos do prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, de demolir até 8 mil prédios e transferir os 1,6 milhão de moradores para os  khrushchevki, os apartamentos pré-fabricados construídos na década de 1950 durante o governo de Nikita Khrushchev. A reforma urbana ambiciosa irá abranger uma área de 25 m2, a um custo previsto de 3,5 trilhões de rublos (US$61 bilhões) e se estenderá por um período de mais de 20 anos.

Em 2 de maio, o gabinete do prefeito publicou a lista dos 4.566 prédios, que abrigam cerca de 1 milhão de pessoas, que serão demolidos. Por enquanto, os proprietários e inquilinos dos apartamentos só têm acesso à versão preliminar do plano de reforma urbana, que consta do texto de um projeto de lei aprovado em 20 de abril.

Os planos do prefeito Sobyanin criaram uma grande mobilização entre os moradores dos bairros afetados e os lobistas locais. O grupo intitulado “Moscovitas Contra a Demolição” tem quase 20 mil seguidores no Facebook. E milhares de pessoas já aderiram à manifestação prevista para o dia 14 de maio.

Fontes:
The Economist-Russians rebel against plans to tear down their homes

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *