Início » Internacional » Santos prorroga cessar-fogo com as Farc até o fim do ano
ACORDO DE PAZ

Santos prorroga cessar-fogo com as Farc até o fim do ano

Após a população rejeitar acordo de paz com as Farc, o presidente colombiano Juan Manuel Santos estende cessar-fogo até dezembro

Santos prorroga cessar-fogo com as Farc até o fim do ano
Juan Manuel Santos assegurou que espera encontrar uma saída para 'um novo acordo de paz' (Foto: Nelson Cardenas/SIG)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou na noite desta quinta-feira, 13, que o cessar-fogo com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) foi prorrogado até o dia 31 de dezembro. Ele assegurou, no entanto, que espera encontrar uma saída para “um novo acordo de paz” antes desta data.

Leia mais: Colombianos dizem ‘não’ ao acordo de paz com as Farc

A decisão visa salvar o acordo de paz rejeitado pela população colombiana em um plebiscito realizado em 2 de outubro. O cessar-fogo bilateral e definitivo era um dos pontos do acordo, que vinha sendo negociado há quatro anos pelo governo em Cuba, e já estava em vigor desde o dia 29 de agosto.

“Tomei a decisão de prorrogar o cessar-fogo bilateral até 31 de dezembro. Que fique claro: isto não é um ultimato, nem uma data-limite, mas espero que todo este processo para ter um novo acordo termine muito antes”, disse Santos em pronunciamento televisionado. O presidente havia se encontrado com um grupo de estudantes que fazia uma manifestação pedindo que o acordo entrasse em vigor.

O acordo de paz já havia alcançado um consenso entre as duas partes e Santos chegou a anunciar que o cessar-fogo seria mantido até o dia 31 deste mês, à espera da aprovação da população pelo acordo. No entanto, a vitória do “não” nas urnas suspendeu o acordo. Apesar da decisão popular, as Farc anunciaram que iriam manter o cessar-fogo.

Entre os principais opositores do acordo estão os ex-presidentes Álvaro Uribe (2002-2010) e Andrés Pastrana (1998-2002), que fizeram forte campanha pela não aprovação do texto. Apesar de concordarem com a paz na Colômbia, pedem ajustes no documento. Agora, Santos tenta convencer os opositores a aceitar o acordo.

Fontes:
G1-Santos prorroga cessar-fogo com as Farc na Colômbia até o final deste ano
Agência Brasil-Presidente da Colômbia prorroga cessar-fogo com as Farc até dezembro
Estado de S. Paulo-Presidente da Colômbia prorroga cessar-fogo com as Farc até o fim do ano

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *