Início » Internacional » Sarkozy comenta sua ida à cerimônia das Olimpíadas
Pequim 2008

Sarkozy comenta sua ida à cerimônia das Olimpíadas

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A ida do presidente francês, Nicolas Sarkozy, à cerimônia da abertura dos Jogos Olímpicos, nesta sexta-feira, foi criticada. Grupos em defesa dos direitos humanos alegam que ele só aceitou ir com a condição de conseguir o apoio financeiro chinês para empresas francesas.

Entretanto, Sarkozy afirmou que sua presença foi importante, uma vez que os Jogos Olímpicos são uma chance para acompanhar a China "em direção à abertura, à tolerância, ao respeito e ao progresso", um caminho para a reforma no país asiático.

Primeiramente, Sarkozy ameaçou boicotar o evento, como uma forma de reagir à repressão da China no Tibete. Mas, mudou de idéia. As críticas aumentaram quando o presidente anunciou que não irá mais se encontrar com o líder espiritual tibetano Dalai Lama, na próxima segunda-feira, como previsto. Sarkozy assegurou que o próprio Dalai Lama não quis realizar o encontro durante as Olimpíadas.

Fontes:
Estadão - Criticado, Sarkozy explica presença em festa de abertura

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Gabriela disse:

    Naum sei pra que tanta frescura. Acho errada a maneira dele tentar fazer pressão para a China mudar. a china já advertiu que As olimpiadas não influenciarão na economia ou politica, e em suas relações com os países.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *