Início » Vida » Comportamento » Sauditas pedem fim da lei que obriga mulheres a ter guardião homem
ARÁBIA SAUDITA

Sauditas pedem fim da lei que obriga mulheres a ter guardião homem

Movimento visa acabar com a lei que exige que mulheres precisem da permissão masculina exercer tarefas básicas

Sauditas pedem fim da lei que obriga mulheres a ter guardião homem
Movimento conta com a hashtag #IAmMyOwnGuardian (Foto: Flickr)

Milhares de sauditas assinaram uma petição online exigindo a abolição da lei que prevê que mulheres devem ter um homem como guardião. A lei impede as mulheres sauditas de exercer tarefas básicas sem a permissão de um homem de sua família.

“Mulheres devem ser tratadas como cidadãs completas”, disse a ativista Aziza Al-Yousef, que, com outros ativistas, vem lutando contra o sistema de guarda por uma década. “Esta não é apenas uma questão feminina. Isso também põe pressão em homens”, disse ela ao jornal britânico Guardian.

Sob a lei saudita, as mulheres devem ter a permissão de um guardião para viajar, se casar, sair da prisão e, em alguns casos, até mesmo aceitar uma oferta de emprego ou ter acesso a cuidados médicos. O guardião é, tipicamente, o pai ou o marido da mulher; uma viúva pode ter que pedir permissão a um filho, se não tiver nenhum outro homem maior de idade em sua vida.

Nos últimos anos, um movimento de protesto tem crescido, buscando acabar com esse sistema. Yousef e outros ativistas proeminentes passaram a oferecer palestras, além de realizar estudos sobre a validade religiosa do sistema de guarda.

A campanha chamou a atenção da Human Rights Watch (HRW) – uma organização internacional não governamental que defende e realiza pesquisas sobre os direitos humanos -, que liberou um relatório sobre o sistema de guarda.

O relatório gerou a hashtag #IAmMyOwnGuardian (“Eu sou minha própria guardiã”, em tradução livre), que espalha conhecimento sobre a causa.

Fontes:
The Guardian-Thousands of Saudis sign petition to end male guardianship of women

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Os sauditas devem se desenvolver de modo próprio, dando ouvidos para “onguis” podem se contaminar com a permissividade e a lascívia tão corriqueiras no nosso modelo de sociedade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *