Início » Internacional » Se juntar ao Estado Islâmico é um caminho sem volta
TERRORISMO

Se juntar ao Estado Islâmico é um caminho sem volta

Grupo extremista investe em propaganda nas redes sociais para angariar novos membros. Mas a realidade é bem diferente da ficção divulgada

Se juntar ao Estado Islâmico é um caminho sem volta
Grupo matou 6.073 pessoas apenas em 2014 (Foto: Wikimedia)

Somente em 2014, o grupo extremista Estado Islâmico foi responsável pela morte de 6.073 pessoas, segundo o Índice de Terrorismo Global de 2015, elaborado pelo Instituto para a Economia e Paz (IEP), de Sydney.

O grupo é conhecido por suas fortes propagandas nas redes sociais para angariar novos membros, inclusive de outros países. As manchetes de jornais estão cheias de casos de britânicos, americanos, brasileiros e outras nacionalidades, que largam suas respectivas vidas para lutar na Síria ou para realizar atentatos isolados em diferentes países. E as mulheres também são convencidas a participar, seja para ajudar na propaganda do grupo ou para se tornar “noivas jihadistas” (mulheres que se casam com jihadistas do grupo que operam na Síria e no Iraque).

No ano passado, duas austríacas, uma de 15 e outra de 17 anos, deixaram seu país de origem para se juntar ao grupo e casar com combatentes. Elas ficaram desiludidas com o novo destino e pediram à família para voltar para casa. No entanto, se juntar ao Estado Islâmico é praticamente um caminho sem volta. A menina mais nova teria sido morta no ano passado, enquanto a mais velha teria sido espancada até a morte este ano, ao tentar fugir.

Elas foram apenas duas das muitas pessoas que caem na propaganda do grupo e que acabam alimentando esse círculo vicioso. As redes sociais das meninas, por exemplo, eram alimentadas com fotos delas de burca sorrindo e segurando armas. Contudo, a realidade se mostra muito diferente da ficção divulgada.

Fontes:
O Globo-Jovem austríaca com o EI é espancada até a morte ao tentar fugir
Último Segundo-Fuga de britânicas reacende polêmica sobre noivas jihadistas do Estado Islâmico
Zero Hora-Estado Islâmico tenta recrutar jovens no Brasil, segundo governo federal
Exame-Por que jovens ocidentais estão lutando pelo Estado Islâmico?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *