Início » Internacional » Sede das Olimpíadas de Inverno na China fica perto de um deserto
Jogos de inverno de 2022

Sede das Olimpíadas de Inverno na China fica perto de um deserto

Zhangjiakou foi eleita sede dos jogos de inverno de 2022. Mas a China terá de usar muita água para criar neve artificial o bastante para suprir a demanda do evento

Sede das Olimpíadas de Inverno na China fica perto de um deserto
Zhangjiakou, fica próximo ao Deserto de Gobi, no norte do país (Foto: Wikimedia)

As Olimpíadas de Inverno de 2022 terão como sede uma cidade chinesa onde não neva em nenhuma época do ano. Nesta sexta-feira, 31, o Comitê Olímpico Internacional (COI) elegeu a cidade de Zhangjiakou, 250 km ao norte de Pequim, como sede dos próximos jogos de inverno.

Sempre que uma cidade é eleita como sede olímpica, questões como o custo do evento e o prazo para a construção de infraestruturas esportivas adequadas começam a surgir. Porém, nenhum desses fatores trouxe preocupação para a China.

Pequim já foi sede das Olimpíadas de 2008, e o país provou ter capacidade de construir de forma rápida estádios e outras instalações esportivas de grande porte. O governo chinês também já deixou claro que não economizará com os gastos para o evento, como parte de seus planos para ganhar proeminência internacional.

O grande problema é a ambição da China em sediar o evento, e lançar um setor de esportes de inverno, em Zhangjiakou, que fica próximo ao Deserto de Gobi, no norte do país. Quase todas as cidades que sediam o evento usam neve artificial para suprir a demanda ao longo do evento, bem como garantir que a substância seja da melhor qualidade possível. Porém, a maioria delas já tem neve naturalmente.  Esse não é o caso de Zhangjiakou.

O governo chinês planeja gastar cerca de US$ 90 milhões para criar neve artificial durante os jogos de inverno. O governo também já investiu em um gigantesco esquema para levar água por galerias subterrâneas do sul para o norte.

Para ambientalistas, a maior preocupação são os planos da China em investir no esqui nacional. O esporte ainda dá os primeiro passos no país e é praticado por iniciantes em neve artificial. Além de muita neve artificial, a China também quer criar atletas capazes de ganhar medalhas de ouro.

Fontes:
The Economist-China gets the 2022 winter Olympics

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *