Início » Internacional » Segundo suspeito de atentado responde perguntas por escrito
Terror em Boston

Segundo suspeito de atentado responde perguntas por escrito

Gravemente ferido, Dzhokhar Tsarnaev acordou na noite de domingo e respondeu algumas perguntas por escrito

Segundo suspeito de atentado responde perguntas por escrito
Investigadores querem saber se os irmãos Tsarnaev contaram com o apoio de outros envolvidos (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A polícia dos EUA já deu início ao interrogatório de Dzhokhar Tsarnaev suspeito de planejar e executar os atentados da Maratona de Boston juntamente com seu irmão, Tamerlan Tsarnaev, morto pela polícia durante uma perseguição na última quinta-feira, 18.

Dzhokhar foi capturado na última sexta-feira, 19, com um ferimento grave na garganta. Segundo informações da mídia local, o suspeito acordou neste domingo, 21, e já respondeu algumas perguntas por escrito.

Leia mais: Segundo suspeito de atentado em maratona de Boston é capturado em estado grave

O prefeito de Boston, Tom Menino, declarou que o estado de saúde de Dzhokhar impede o início do interrogatório oficial, que será conduzido por uma equipe especial que reúne investigadores do FBI, CIA, Departamento do Estado e outras agências de inteligência. Os investigadores querem saber se os irmãos Tsarnaev agiram sozinhos ou se contaram com a ajuda de outras pessoas.

O FBI vem recebendo críticas de alguns políticos americanos por não ter agido antes para evitar a tragédia. Em 2011, Tamerlan já havia sido interrogado pelo FBI depois que os EUA receberam um alerta do serviço de inteligência russo.

“Ele falava na internet sobre matar americanos, tinha ideias radicais, visitou áreas suspeitas. Não dá para entender porque ele não foi rastreado pelo serviço de inteligência. Ou foi uma falha das nossas leis ou foi o FBI quem falhou”, disse o senador republicano Lindsey Graham.

Apesar de não existir pena de morte no estado de Massachusetts, Dzhokhar pode ser executado, já que o uso de armas de destruição em massa contra civis é um crime federal para o qual a pena capital pode ser aplicada.

Fontes:
G1-Suspeito de atentado em Boston começa a ser interrogado no hospital
USA Today-Special interrogation team to question Boston suspect

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

6 Opiniões

  1. Carlos U. Pozzobon disse:

    Dzhokhar e seu irmão morto não estavam sozinhos. O desafio agora para a inteligência americana é chegar à organização que os inspirava e treinava.

  2. wandereley f.silva disse:

    Estes garotos deviam ter passado primeiro pelo Brasil.
    1- Iriam ver que em nenhum morro usam ou usaram panelas de pressão pra fazer barraco.
    Usam armamento pesado pra fazer P.M. tremer e subir no morro só de blindado.
    2 Até nas cidades do interior do país o explosivo preferido é muito mais potente do que panela de pressão cheia de pregos,quando explodem caixas de bancos..
    3-Aqui este garoto de cabelo e olhar jeitoso dificilmente escaparia da parada gay.
    4-Torceria pelo Cruzeiro porque sua camisa cheio de estrelinhas é Odara.
    5- Sairia de destaque em alguma escola de samba…sobre algum carro e cheio de plumas,porque ninguém é de ferro
    6-Ver Ipanema é feito beber jurema.É uma loucura os meninos de Rio calor de dar arrepios.
    Iria brilhar na Copa das Confederações e ser visto pelo mundo.Quem aguenta?
    Sem essa de morrer por Alah!!!.Água de coco gelada é odara.
    Iria aprender que no Brasil judeu bate papo com árabe na 25 de Março.
    Fungado de afro-descendente na nuca resolveria o problema dele.Seria um terrorista a menos.
    Qualquer barraco na vinda do Papa ou nos eventos esportivos será coisa de gringo.
    Brasileiro espera mais o final da Taça Libertadores do que dos políticos.
    Reza para o Joaquinzão aceitar ser o timoneiro seguro deste transatlântico.
    O único capaz de tomar o emprego da Dilma. [amem]

  3. Áureo Ramos de Souza disse:

    Se eu fosse uma autoridade norte-americana não mataria este jovem, o levaria preso por alguns anos e quiça aparecesse algum outro suspeito para mata-lo para que ele não abrisse o bico. Isto é só uma sujestão

  4. helo disse:

    Wandereley, você felizmente tem toda a razão.
    Áureo, pena que o mais velho morreu. O depoimento do irmão será importante para a investigação.
    Concordo com Pozzobon: há certamente uma organização que os inspirou e treinou.

  5. Roberto1776 disse:

    E pensar que, no Brasil, os terroristas dos anos 60 e 70 foram beneficiados com a lei de anistia e agora são dirigentes, políticos e aposentados de guerrilha sustentados pelo impostos que pagamos.
    Logo o Tarso oferece asilo a esses animais muçulmanos chechenos para fazer companhia ao terrorista italiano que está livre o solto no Brasil graças a sua intervenção.

  6. geracina disse:

    FBI E CIA , nao tem credibilidade. so un tolo para acreditar

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *