Início » Internacional » Senado argentino vota nesta quarta lei do aborto
CENÁRIO INCERTO

Senado argentino vota nesta quarta lei do aborto

Projeto de lei que legaliza o aborto foi aprovado em junho pela Câmara dos Deputados do país

Senado argentino vota nesta quarta lei do aborto
Manifestação pró-aborto na Argentina (Fonte: Reprodução/Wikimedia Commons)

O Senado da Argentina decide nesta quarta-feira, 8, o futuro do projeto de lei que legaliza o aborto em até 14 semanas de gestação, que foi aprovado em junho pela Câmara dos Deputados do país, por 129 votos a favor e 125 contra.

Leia também: Argentina: Igreja aumenta pressão às vésperas de votação sobre aborto

O resultado da votação ainda é incerto, uma vez que o Senado argentino está dividido. A expectativa, no entanto, é de que os senadores contrários à lei de despenalização do aborto sejam maioria. Estima-se que sejam 37 os votos contrários, o que representa uma maioria no Senado argentino, que tem 72 membros.

De acordo com um levantamento da ONG Center for Reproductive Rights, o aborto é legalizado em um total de 63 países no mundo e vem sendo bastante discutido em outros 13. Já em outras 124 nações a interrupção da gravidez é totalmente proibida ou pode ocorrer apenas com poucas exceções. A ONG ressalta ainda que a legalização do aborto é uma tendência global.

Na Argentina, o aborto atualmente é permitido apenas em casos de estupro ou risco para a vida da mulher. Estimativas do Ministério da Saúde da Argentina apontam que entre 350 mil e 450 mil grávidas abortam a cada ano no país.

Fontes:
G1 - Lei do aborto será votada no Senado da Argentina nesta quarta; prática é considerada legal em 63 países
Público - Senado argentino dividido em véspera de votação sobre aborto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *