Início » Internacional » Senado dos EUA aprova nomeação do primeiro juiz negro e homossexual do país
Estados Unidos

Senado dos EUA aprova nomeação do primeiro juiz negro e homossexual do país

Ainda foi aprovada a nomeação de um juiz hispânico para o tribunal federal do Distrito Leste do estado de Washington

Senado dos EUA aprova nomeação do primeiro juiz negro e homossexual do país
Senado norte-americano aprova no mesmo dia a nomeação de dois juízes homossexuais e de um hispânico (Foto:Reprodução/Internet)

O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira, 17, a nomeação do primeiro juiz negro e abertamente homossexual do país. A votação favorável foi unânime para confirmar a indicação de Darrin Gayles para o tribunal federal do Distrito Sul da Flórida, com 98 votos a favor. Esta é a primeira vez que um homem negro e gay é indicado para um cargo vitalício da Justiça Federal.

Além disso, no mesmo dia foi confirmada para o tribunal federal do Distrito Sul de Illinois como magistrada Staci Yandle, que é negra e lésbica, por 52 votos a favor contra 44. O caso, porém, não é inédito nos EUA.

Juiz hispânico para Washington

Ainda  foi aprovada a nomeação de um juiz hispânico. Salvador Mendoza obteve 92 votos a favor e 4 contrários para se tornar o primeiro juiz hispânico no tribunal federal do Distrito Leste do estado de Washington. Obama foi o presidente que mais nomeou juízes hispânicos, com 31 magistrados, e o que mais nomeou mulheres a juízas, contando 112 no total.

“As nomeações não são importantes porque estes juízes vão considerar os casos de forma diferente, mas porque uma bancada judicial que se parece mais com a nossa nação inspira uma confiança ainda maior em nosso sistema de Justiça, e porque estes juízes servirão como modelos de conduta para as próximas gerações”, definiu o assessor da presidência, Neil Eggleston.

Fontes:
Folha de S. Paulo - Senado dos EUA aprova nomeação de primeiro juiz negro abertamente gay

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    E assim os valores WASP, sejam eles bons ou maus, que construíram a maior nação do mundo nos séculos 19 e 20, aos poucos vão desaparecendo.
    Resta verificar como os Estados Unidos estarão, moral econômica e cientificamente, no final do século 21.
    Se estiverem pior do que hoje, infelizmente não será possível voltar para o ano 2.000.
    Provavelmente toda essa pressa em ficar moderninhos vai destruir o andor e quebrar o santo.
    A Inglaterra já dá boas mostras de que tais ânsias politicamente corretas não produzem os resultados almejados.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *