Início » Internacional » Sentimento de orgulho nacional diminui nos EUA
PESQUISA

Sentimento de orgulho nacional diminui nos EUA

Uma nova pesquisa de opinião mostrou uma queda no orgulho que os americanos sentem por terem nascido nos EUA

Sentimento de orgulho nacional diminui nos EUA
Menos da metade dos entrevistados disse que sentia orgulho de ser americano (Fonte: Reprodução/Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Segundo uma nova pesquisa de opinião realizada pela Gallup, 47% dos americanos disseram que sentiam um “profundo orgulho” de seu país. Pela primeira vez nos 18 anos em que a Gallup faz a pesquisa, menos da metade dos entrevistados disse que sentia orgulho de ser americano.

Na primeira pesquisa realizada em 2001, 55% dos americanos disseram que se orgulhavam dos EUA. Após os atentados terroristas de 11 de setembro, a admiração pelo país aumentou para 65% e, em menos de dois anos depois, atingiu 70%.

Após a invasão do Iraque pelo presidente George W. Bush, o sentimento de orgulho nacional diminuiu.Estabilizou-se durante o mandato de Barack Obama, mas teve uma nova queda a partir de 2015.

Os americanos brancos sentem mais orgulho dos EUA do que outros grupos étnicos. Apesar de estável entre os entrevistados brancos desde 2017, essa admiração diminuiu de 45% em 2016 para 33% este ano entre os negros.

Essa queda refletiu um momento extremamente tenso no país. A pesquisa foi realizada no período de 1 a 13 de junho, no auge da crise da separação entre as famílias de imigrantes ilegais que cruzaram a fronteira do México. Os vídeos que mostraram os abrigos onde as crianças foram recolhidas, muitas delas chorando por causa da falta dos pais, foram exibidos nos principais canais de televisão do país. Por fim, a pressão da opinião pública forçou o presidente Trump a revogar a política de tolerância zero contra a imigração ilegal.

A última pesquisa da Gallup também mostrou uma decepção com a atual política isolacionista e intransigente dos EUA entre os democratas e políticos liberais, mas o orgulho nacional entre os republicanos e conservadores permaneceu quase inalterado.

Fontes:
Quartz - Fewer than half of Americans are “extremely proud” of their country

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *