Início » Brasil » Show de rock no Rio vai arrecadar dinheiro para crianças de Aleppo
MÚSICA

Show de rock no Rio vai arrecadar dinheiro para crianças de Aleppo

Evento vai reverter todo o lucro da bilheteria para a ONG Save the Children

Show de rock no Rio vai arrecadar dinheiro para crianças de Aleppo
Show vai acontecer no dia 29 de abril na Fundição Progresso, na Lapa (Foto: Divulgação)

A internet está cheia de imagens impactantes sobre a Guerra Civil da Síria, que já dura seis anos. Foram justamente essas imagens que motivaram o diretor de arte brasileiro Christian Laurito a fazer algo pelas crianças de Aleppo. Laurito resolveu promover o Rock por Aleppo, um show que vai reverter todo o lucro da bilheteria para a ONG Save the Children, que atua no país.

A crise humanitária causada pelos seis anos de guerra é uma das maiores desde a Segunda Guerra Mundial. Segundo a Save the Children, 13,5 milhões de pessoas dentro da Síria, incluindo 5,8 milhões de crianças, estão precisando de ajuda. Apesar da Organização das Nações Unidas ter parado oficialmente de contar os mortos no início de 2014, quando já havia pelo menos 250 mil mortos, estima-se que atualmente o número já tenha subido para 470 mil. Outras 4,9 milhões de pessoas, incluindo 2,3 milhões de crianças, já fugiram do país em busca de segurança e ajuda humanitária, a maioria para países vizinhos como a Turquia, Jordânia, Líbano e Iraque.

O diretor de arte entrou em contato com o escritório da Save the Children do Reino Unido e foi encaminhado para conversar com a sede da ONG no México, que é responsável pela região da América Latina. Após cerca de dois meses de negociação, a Save the Children, que já presta ajuda humanitária a crianças há 98 anos, permitiu que o evento usasse a sua marca.

O show, que vai acontecer no dia 29 deste mês, na Fundição Progresso, na Lapa, vai contar com a presença de Tihuana, Detonautas e Caio Corrêa (da banda Scracho). Segundo Laurito, a reação dos artistas foi muito boa. Todos aceitaram doar seus cachês de primeira. Para realizar um show como esses, mesmo com os artistas não cobrando nada, ainda é preciso bancar os custos operacionais, de estrutura, de produção e taxas/impostos. Por isso, foi feito um financiamento coletivo para levantar o dinheiro necessário. É possível participar da campanha até o dia 27.

Laurito conta que até agora, o projeto não conta com o apoio de nenhuma empresa, mas que isso ainda pode acontecer. A empresa, porém, deve estar alinhada aos valores do projeto e saber que existe o compromisso de doar todo o lucro da bilheteria para a ONG.

O diretor de artes conta que a repercussão do evento está sendo muito boa, e que ele vem recebendo várias mensagens do Brasil inteiro o parabenizando pela iniciativa. “Já recebi mensagem de uma banda síria, dizendo que eles achavam que o mundo já tinha se esquecido do país, mas que de repente encontraram uma iniciativa de show no Brasil, e que estavam muito felizes”, conta.

Os ingressos já estão à venda, a inteira custa R$ 80 e a meia-entrada, R$ 40. O evento também vai arrecadar alimentos não perecíveis para os refugiados, assistidos pelo Programa de Atendimento a Refugiados, da Cáritas do Rio de Janeiro. O rock sempre foi um estilo musical questionador e de atitude. Essa é a chance da música lutar a favor da paz e quebrar o silêncio de Aleppo.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    MUITO BOA E RELEVANTE INICIATIVA

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *