Início » Internacional » Síria orienta cidadãos a evitar a Turquia por conta da violência
Situação absurda

Síria orienta cidadãos a evitar a Turquia por conta da violência

Em meio a uma guerra civil, governo sírio emite nota alertando cidadãos sobre o perigo de ir à Turquia

Síria orienta cidadãos a evitar a Turquia por conta da violência
Desde o início dos protestos, cerca de 1.700 pessoas foram presas na Turquia (Reprodução/Reuters)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Síria orientou seus cidadãos a evitar viagens à Turquia por conta da violência gerada por confrontos entre manifestantes e o governo turco.

Uma nota emitida pelo governo diz que, para a sua própria segurança, os cidadãos sírios devem tomar cuidado com a violência deflagrada em diversas cidades turcas após manifestações pacíficas serem reprimidas com violência pelo governo.

Leia também: Protestos na Turquia entram no 4º dia seguido
Leia também: ONU diz que refugiados sírios passam de 1,5 milhão
Leia também: A morte de um país

A Síria está acompanhando de perto as manifestações turcas, utilizando a mesma linguagem usada pela mídia internacional para cobrir os conflitos sírios. A situação na Turquia é descrita como absurda pela Síria, onde mais de 80 mil pessoas morreram e cerca de um milhão estão desabrigadas devido à guerra entre rebeldes e forças do ditador Bashar al-Assad.

Na Turquia, segundo a BBC, desde o início dos protestos cerca de 1.700 pessoas foram presas em dezenas de cidades. O que começou como um protesto contra o plano de construir um shopping em uma das últimas áreas verdes do país se tornou em uma manifestação geral contra o governo turco. A forma agressiva de reprimir as manifestações vem sendo criticada pela mídia internacional.

Fontes:
The Atlantic Wire-Syria Experiments with Absurdity, Issues Turkey Travel Warning

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *