Início » Internacional » Síria pede socorro após novos ataques
INTERNACIONAL

Síria pede socorro após novos ataques

Conselho de Segurança da ONU pode votar por um cessar-fogo de 30 dias

Síria pede socorro após novos ataques
Segundo agências de ajuda humanitária e de direitos humanos, os ataques já mataram mais de 300 pessoas em poucos dias e já feriram outras centenas (Foto: Twitter/@UOLNoticias)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Ghouta oriental é um distrito fora de Damasco e um dos últimos refúgios dos rebeldes perto da capital síria. A região está sob ameaça há meia década e o último comboio de ajuda humanitária chegou em novembro. Agora, Ghouta Oriental está sob vários ataques.

Desde domingo, 18, ocorrem ataques aéreos do regime sírio e de seus aliados russos, atingindo hospitais, escolas e prédios residenciais. Muitos dos cerca de 400 mil habitantes estão presos na área em porões. Várias instalações médicas foram destruídas, e os médicos estão agora recorrendo a medicamentos vencidos para tratar os feridos.

Segundo agências de ajuda humanitária e de direitos humanos, os ataques já mataram mais de 300 pessoas em poucos dias e já feriram outras centenas. Ghouta Oriental foi alvo de um ataque químico em 2013, que matou centenas de pessoas. No entanto, a situação atual é possivelmente mais aterrorizadora.

Na última quarta-feira, 21, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, descreveu a situação em Ghouta Oriental como um “inferno na Terra” e, mais uma vez, pediu pela suspensão das hostilidades. “Meu apelo para todos os envolvidos é para uma suspensão imediata de todas as atividades de guerra em Ghouta Oriental, permitindo que a ajuda humanitária alcance aqueles que precisam. Eu acredito que Ghouta Oriental não pode esperar mais”, afirmou.

No entanto, a espera deve continuar. Na última quarta-feira, 21, o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, minimizou os pedidos para uma trégua, dizendo que a luta contra o terrorismo não poderia ser restringida por nada.

Na verdade, este pode ser apenas o começo de um ataque ainda mais intenso na região com o regime de Bashar al-Assad preparando uma ofensiva final. O governo vê os grupos de rebeldes islâmicos como terroristas.

Cessar-fogo

Nesta quinta-feira, 22, o conselho de segurança da Organização das Nações Unidas pode votar uma proposta de resolução para decretar trégua de 30 dias na Síria.

Segundo fontes diplomáticas, o Kuwait e a Suécia, responsáveis pelo dossiê humanitário sírio no conselho, pediram uma votação “assim que possível”. Se a votação não ocorrer nesta quinta, ela deve ser feita nesta sexta-feira, 23, segundo os prazos habituais com os quais opera o Conselho de Segurança.

Fontes:
The Washington Post-The world sits by as another massacre unfolds in Syria
Agência Brasil-Conselho de Segurança da ONU deve votar proposta para trégua na Síria

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rogerio Faria disse:

    Tudo em nome de Alá…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *