Início » Internacional » Suprema Corte dos EUA declara a igualdade de educação para brancos e negros
NESTA DATA

Suprema Corte dos EUA declara a igualdade de educação para brancos e negros

Em 12 de janeiro de 1948, a Suprema Corte dos EUA deu um passo histórico em direção à igualdade de educação para negros e brancos

Suprema Corte dos EUA declara a igualdade de educação para brancos e negros
O episódio teve como peça central a luta de Ada Lois Sipuel Fisher (Foto: okhistory.org)

O dia 12 de janeiro de 1948 foi uma data histórica para a luta pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Foi neste dia que a Suprema Corte dos Estados Unidos deu um dos primeiros passos em direção à igualdade de educação para negros e brancos.

O episódio teve como peça central a luta de Ada Lois Sipuel Fisher para ter acesso à Faculdade de Direito da Universidade de Oklahoma.

Nascida em 8 de fevereiro de 1924, em  Chickasha, Oklahoma, Ada pertencia a uma família religiosa e seu pai era um pastor de igreja.  Após concluir o ensino médio em 1941, ela deu entrada na Arkansas Agricultural, Mechanical & Normal College para cursar o ensino superior.

Em 1942, ela pediu transferência para a Langston University, onde se formou com honras em 21 de maio de 1945. Em 1946, ela entrou com requerimento para ser aceita em outra universidade, a Universidade de Oklahoma, para cursar Direito.

Como o requerimento, Ada pretendia assumir uma luta abandonada por seu irmão. Ele sonhava em cursar Direito na universidade, mas uma norma impedia a entrada de negros na instituição. Para não atrasar os estudos, ele optou por outra universidade. Ativista pela igualdade racial, Ada decidiu enfrentar a questão.

Seu requerimento foi negado pela Universidade de Oklahoma e ela levou a batalha aos tribunais até chegar à Suprema Corte, o mais alto tribunal americano. O caso ficou conhecido como Sipuel v. Board of Regents of Univ. of Okla.

No dia 12 de janeiro de 1948, dois anos após Ada entrar com o requerimento, a Suprema Corte emitiu seu veredito, dando vitória à Ada e ordenando que o estado de Oklahoma providenciasse educação igualitária para negros e brancos.

Fontes:
Fifty Years of Segregation: Black Higher Education in Kentucky, 1904-1954-Desegregated but still separete, 1949-1954

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    O filme “Amistad”, conta a história real de um grupo de negros que é libertado da escravidão com base nos princípios que fundaram a Nação americana.
    Trata-se de uma decisão paradigmática onde a Suprema Corte indica o caminho para tratar as questões raciais no futuro.
    Pena que o advogado negro, interpretado por Morgam Freemam, nunca existiu; mas a sua inclusão no enredo, mostra a tentativa dos americanos de tentar corrigir – ou amenizar – os erros do passado.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *