Início » Internacional » Suspeitos de ataques na Catalunha são interrogados em tribunal
TERRORISMO EM BARCELONA

Suspeitos de ataques na Catalunha são interrogados em tribunal

Suspeitos serão interrogados na Audiência Nacional de Madri, jurisdição especializada em crimes de terrorismo

Suspeitos de ataques na Catalunha são interrogados em tribunal
Os quatro suspeitos detidos: Driss Oukabir, Mohamed Aallaa, Salah El Karib e Mohamed Houli Chemlal (Foto: EPA)

Nesta terça-feira, 22, quatro suspeitos dos atentados da Catalunha chegaram à Audiência Nacional de Madri, jurisdição especializada em crimes de terrorismo. O magistrado Fernando Andreu começou a interrogá-los para determinar quais acusações apresentará contra eles. Os quatro suspeitos são: Mohamed Houli Chemlal, Mohamed Aallaa, Salah El Karib e Driss Oukabir. Eles devem depor nesta ordem.

O primeiro a ser detido foi Driss Oukabir, cujo nome foi utilizado para alugar a van que atropelou diversas pessoas em Barcelona. Ele afirmou a polícia que seu irmão Moussa, de 17 anos (que morreu em Cambrils), roubou sua documentação para alugar o veículo. O segundo a ser detido foi Mohamed Houli Chemlal, gravemente ferido após a explosão em Alcanar. Depois foram detidos Mohamed Aallaa, 27 anos, irmão de Sadi Aaalla (morto em Cambrils) e Salah El Karib, 34 anos, que a polícia relaciona com Driss Oukabir.

No total, são 12 homens suspeitos de integrar o grupo envolvido no ataque. A maioria deles é de origem marroquina. Cinco foram mortos pela polícia em Cambrils, dois teriam morrido ao manipular explosivos e o oitavo, Younes Abouyaaqoub, foi morto pela polícia na última segunda-feira, 21, após uma busca intensa.

Fontes:
O Globo-Suspeitos detidos pelos atentados na Catalunha comparecem ao tribunal
DN-Suspeitos de ataques na Catalunha em tribunal
JC-Suspeitos detidos pelos atentados na Catalunha comparecem ao tribunal
Eitb-Comienzan a interrogar a los detenidos por los atentados de Cataluña

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Alberto Sousa disse:

    Para nós Europeus, o atentado em Barcelona, não foi um fracasso do DAESH. Temos a lamentar o numero de vitimas, mortais, e dos que se encontram hospitalizados e os danos provocados pela insegurança que se sente por toda a Europa. E assim acontece em todos eles, pois inocentes estão a morrer, numa morte inglória, e sem saberem porquê? Para o DAESH, SIM, FOI UM FRACASSO, Pois não só, não conseguiram os seus intentos, como viram dizimadas as suas hostes malignas, e assim irá continuar a ser. Esta está a ser uma “guerra sem quartel”, e na qual, não há vencedores nem vencidos. Que tipo de Deus, invocam estes bandidos? Um Deus de ódio e de vingança? Que Deus pode ser assim?, Que é exactamente ao contrário, daquilo que o imaginamos? O mundo está doente, e terminal.
    NOVA ORDEM MUNDIAL, É PRECISA URGENTE.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *