Início » Internacional » Tentativa de golpe na Turquia deixa mortos e feridos
TURQUIA

Tentativa de golpe na Turquia deixa mortos e feridos

Segundo o governo turco, a tentativa de golpe militar já foi completamente controlada

Tentativa de golpe na Turquia deixa mortos e feridos
Pelo menos 265 pessoas morreram e mais de 1.100 ficaram feridas (Foto: Twitter/@trafficbutter)

Neste sábado, 16, depois de uma noite de caos e violência numa tentativa de golpe militar na Turquia, as autoridades declararam que detiveram 2.839 soldados. Pelo menos 265 pessoas morreram e mais de 1.100 ficaram feridas.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou que a tentativa de golpe foi organizada por “uma minoria no seio do Exército”. Segundo o governo turco, a tentativa de golpe militar já foi completamente controlada.

O primeiro-ministro, Binali Yildirim, acusou o grupo militante curdo PKK de participar da iniciativa contra o governo. Ele disse que a pena de morte não seria descartada como punição aos rebeldes, apesar de ela não estar prevista na Constituição atual.

Os insurgentes chegaram a tomar a TV estatal. Eles fizeram um pronunciamento, dizendo que haviam tomado o poder para proteger a ordem democrática e a manutenção dos direitos humanos, e indicaram que o Estado de Direito seria prioridade. “As Forças Armadas Turcas tomaram o controle do país para restaurar a ordem constitucional, direitos humanos e liberdades, o Estado de Direito e a segurança geral que foi danificada”, indicou o comunicado assinado pelo autoproclamado Conselho de Paz na Nação.

No entanto, depois de horas de combate, o primeiro-ministro Binali Yildirim afirmou que a “tentativa idiota” de golpe de Estado havia fracassado e que a situação estava “amplamente sob controle”. O presidente, por sua vez, pediu a população para ir às ruas para apoiá-lo. “Essa tentativa de golpe foi um ato de traição realizado por uma minoria dentro das Forças Armadas. Estava em Marmaris, e o hotel onde estava hospedado foi bombardeado depois que saí de lá. Meu chefe de Estado Maior, Hulusi Akar, foi sequestrado pelos golpistas. Esses homens armados nas ruas estão agindo contra a nação. Esses tanques não são deles. Estes tanques foram confiados a eles e eles violaram essa confiança. Os responsáveis por essas ações pagarão um alto preço por isso.” A população atendeu seu pedido e ocupou praças e ruas de Istambul e Ancara em apoio ao governo.

Na manhã deste sábado, o primeiro-ministro anunciou a nomeação do general Ümit Dündar como comandante interino do Estado-Maior das Forças Armadas, para o lugar do general Akar, capturado pelos militares. Segundo a CNN-Turk, tropas leais ao governo conseguiram resgatar general Akar da base aérea de Akincilar, no noroeste de Ancara, e o levaram para um local seguro.

Explosões violentas e intensas trocas de tiros ocorreram em diversas áreas da capital, deixando vários feridos em meio a um cenário de caos. O Aeroporto de Atatürk teve o terminal aéreo fechado e os voos temporariamente cancelados.

 

Fontes:
O Estado de S.Paulo-Após tentativa de golpe militar, governo turco diz que situação 'é controlada' no país
Folha de S.Paulo-Ao menos 265 morrem em confrontos após tentativa de golpe na Turquia
O Globo-Com 265 mortos, Turquia sem rumo após tentativa de golpe

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *