Início » Internacional » Tribunal egípcio confirma sentença de morte de Morsi
Egito

Tribunal egípcio confirma sentença de morte de Morsi

Ex-presidente deposto fugiu da prisão em janeiro de 2011 depois de ser atacado

Tribunal egípcio confirma sentença de morte de Morsi
Morsi não enfrentou nenhuma consequência legal por deixar a prisão antes ou durante o seu mandato como presidente (Foto: wikimidia)

Um tribunal egípcio confirmou a sentença de morte contra o ex-presidente deposto Mohamed Morsi, em um julgamento sobre sua fuga da prisão em 2011, revolta que levou à queda de Hosni Mubarak.

Leia mais: Mohammed Morsi pode ser condenado à morte no Egito
Leia mais: Julgamento de Morsi é adiado no Egito
Leia mais: Segunda revolução do Egito: a destituição do legado de Mubarak

A decisão desta terça-feira, 16, reafirma a decisão inicial do caso, anunciada em maio, em que Morsi e mais outros 100 foram condenados à morte. De acordo com a lei egípcia, a decisão foi submetida ao mufti, autoridade máxima religiosa, antes da sessão. Porém, o veredicto ainda pode ser contestado no mais alto tribunal de apelações do Egito.

O resultado ressalta a reversão da maré política do Egito desde a revolução de 2011, que acabou com o regime de 30 anos de Mubarak. Morsi foi detido sem acusações durante os primeiros dias do levante e fugiu da prisão. Morsi não enfrentou nenhuma consequência legal por deixar a prisão antes ou durante o seu mandato como presidente.

Se realizadas, as sentenças de morte contra Morsi e outros altos dirigentes da Irmandade Muçulmana iria enfurecer seus partidários que consideram as acusações e julgamento como uma farsa. No entanto, é provável que nenhuma execução ocorra antes que a corte de apelações discuta sobre o caso. A Irmandade Muçulmana descreveu as sentenças como “nula e sem efeito” e clamou por uma revolta popular na próxima sexta-feira, 19.

Fontes:
The Guardian-Egyptian court confirms Morsi death sentence over jailbreak during uprising

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *