Início » Internacional » Tribunal holandês pemite declaração anti-Islã
Intolerância

Tribunal holandês pemite declaração anti-Islã

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Nesta segunda, a justiça holandesa permitiu que o deputado ultradireitista Geert Wilders expresse suas opiniões contra o Islã, já que suas declarações não excedem os limites legais contra a incitação da violência.

O tribunal holandês deu ganho de causa ao deputado, negando pedido da Federação Islâmica Holandesa de que proibisse Wilders de fazer declarações que sejam consideradas ofensivas para os muçulmanos. A federação também pedia que o deputado fosse obrigado a pedir desculpas por afirmações feitas anteriormente.

Wilders dirigiu um filme chamado "Fitna", no qual mistura trechos do Alcorão com imagens de atentados terroristas. Além disso, o deputado freqüentemente compara o Islã ao fascismo e o profeta Maomé a um "bárbaro".

Fontes:
O Estado de S. Paulo - Holanda permite declaração anti-Islã

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *