Início » Internacional » Tropas dos EUA recuam na Síria
ESTADOS UNIDOS

Tropas dos EUA recuam na Síria

Recuo ocorre antes de uma ofensiva da Turquia na região ocupada pelos curdos

Tropas dos EUA recuam na Síria
Curdos afirmam que recuo dos EUA pode fortalecer o Estado Islâmico na região (Foto: Jamie Douglas/U.S. Army)

Tropas dos Estados Unidos estão deixando o nordeste da Síria antes de uma ofensiva de militares da Turquia. Os turcos vão agir em áreas curdas, até então ocupadas pelos americanos.

A decisão de retirada das tropas ocorreu após o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e o chefe de Estado dos EUA, Donald Trump, conversarem por telefone na noite do último domingo, 6. Os Estados Unidos contavam com 2 mil soltados na região, mas afirmaram que não vão interferir na operação turca.

“As Forças Armadas dos Estados Unidos não apoiarão ou se envolverão na operação, e as forças dos Estados Unidos, tendo derrotado o ‘Califado’ territorial do Isis [Estado Islâmico], não estarão mais na área imediata”, afirmou a secretária de Imprensa da Casa Branca, Stephanie Grisham.

Ainda não se sabe, porém, se a retirada de tropas dos Estados Unidos do país ocorre de maneira permanente. Em entrevista a agência Reuters, uma autoridade dos EUA disse que as tropas já tinham deixado dois postos de observação no nordeste da Síria, na fronteira com a Turquia.

Pelas redes sociais, Trump explicou a decisão dos Estados Unidos. De acordo com o chefe de Estado, a ação na região deveria ter durado apenas 30 dias, mas já ocorre há anos. Segundo o presidente, os EUA detiveram “milhares de combatentes do Isis”, principalmente europeus. No entanto, os países da Europa não quiseram lidar com os combatentes, gerando custos aos EUA. Agora, o país está deixando a ação para outras nações.

“Os curdos lutaram conosco, mas receberam enormes quantias de dinheiro e equipamentos para isso. Eles lutam contra a Turquia há décadas. Eu segurei essa luta por quase três anos, mas é hora de sairmos dessas ridículas guerras sem fim, muitas delas tribais, e levar nossos soldados para casa. Lutaremos onde é onde é nosso benefício e somente lutaremos para vencer. Turquia, Europa, Síria, Irã, Iraque, Rússia e curdos agora terão que entender a situação e o que eles querem fazer com os combatentes do Isis capturados. Todos eles odeiam o Isis, são inimigos há anos. Estamos a 7000 milhas [cerca de 12 mil quilômetros] de distância e esmagaremos o Isis novamente se eles chegarem perto de nós!”, afirmou Trump.

A mudança de postura dos Estados Unidos reacendeu o medo dos curdos na Síria. De acordo com os curdos, uma invasão militar turca tem potencial para fazer ressurgir o Estado Islâmico – os curdos, com o apoio dos EUA, combateram o Isis na região. Por isso, os curdos prometeram combater a possível ofensiva turca na região.

A decisão de Trump está sendo criticada, inclusive, por alguns de seus principais defensores, como é o caso do senador republicano Lindsey Graham. O parlamentar já prometeu lutar por sanções bipartidárias contra a Turquia, caso os turcos invadam a Síria. Ademais, Graham afirmou que os EUA podem pedir a suspensão do país da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Fontes:
Al Jazeera-US troops start pullout in Syria as Turkey prepares operation
The Guardian-US to let Turkish forces move into Syria, dumping Kurdish allies

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. DINARTE DA COSTA PASSOS disse:

    Tudo isso só vem provar que os Estados Unidos não são amigos de ninguém! Enganam-se àqueles que imaginam ser amigo dos americanos. Eles só trabalham para defender seu próprio interesse e quando os ditos amigos já não servem mais eles são descartados. Israel por muitos anos confiou nos EUA e está ficando sozinho e cercado em meio a centenas de milhares de inimigos sedentos pelo sangue de judeus. Faz tempo que eu venho alertando para isso, mas os israelenses e a comunidade judaica não tão fazendo caso algum de minhas palavras. Depois não digam que eu não os avisei.

    Querem saber mais sobre o que poderá acontecer visite o link: e vejam as profecias científicas do que pode acontecer.

    EU DISSE: ACORDA ISRAEL! SE NÃO ACORDAR VAI SER TARDE DEMAIS.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *