Início » Vida » Ciência » Trump anuncia missões da Nasa para Lua e Marte
PROGRAMA ESPACIAL

Trump anuncia missões da Nasa para Lua e Marte

Presidente dos EUA anuncia nova diretriz que autoriza a Nasa a enviar astronautas para construir base na Lua e depois enviar missão para Marte

Trump anuncia missões da Nasa para Lua e Marte
Anúncio foi feito em cerimônia em comemoração aos 45 anos da última missão tripulada para a Lua (Foto: Divulgação/Nasa)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na última segunda-feira, 11, uma nova diretriz do programa espacial do país, que autoriza a Nasa (a agência espacial americana) a enviar uma missão tripulada para a Lua e, posteriormente, para Marte. É a primeira diretriz da política espacial de seu governo.

De acordo com Trump, a nova estratégia “reorienta o programa espacial dos Estados Unidos”. Além disso, o presidente americano afirmou que, desta vez, os astronautas americanos não só colocarão a bandeira dos EUA e pisarão no solo lunar, mas também estabelecerão uma base “para uma eventual missão em Marte e, talvez, um dia a outros mundos”.

Em comunicado, a Casa Branca informou que a missão espacial será feita em conjunto com outros países e a iniciativa privada para enviar os astronautas para a Lua e desenvolver a tecnologia necessária para a exploração de Marte e outras regiões do sistema solar. “Imaginem a possibilidade que nos espera nessas formosas e enormes estrelas se nos atrevermos a sonhar grande. Isso é o que o nosso país está fazendo de novo, estamos sonhando grande”, disse Trump após anunciar a nova estratégia espacial da Nasa.

O anúncio foi feito em uma cerimônia na Casa Branca em comemoração aos 45 anos da última missão tripulada para a Lua, a Apollo 17. Após a assinatura do documento que estabelece a nova diretriz, Trump destacou que ela “marca o primeiro passo no retorno dos astronautas americanos à Lua pela primeira vez desde 1972”.

Desde a Apollo 17, na qual os astronautas Eugene Cernan e Harrison Schmitt passaram 75 horas sobre a superfície lunar, o país não envia missões à Lua, devido ao alto custo de uma viagem espacial desse porte – em 2005, a Nasa estimou que uma viagem à Lua poderia custar 100 bilhões de dólares. Entretanto, diversos presidentes cogitaram planos para voltar ao satélite.

Em 2004, o então presidente George W. Bush chegou a prever o retorno à Lua entre 2015 e 2020. Entretanto, em 2010 a administração de Barack Obama mudou os planos de Bush, cancelando a ida para a Lua e direcionando os esforços para a jornada para Marte – prevista para ocorrer até 2030.

Embora o governo de Trump tenha mudado a estratégia de Obama, que previa levar astronautas para um asteroide antes de ir a Marte, o atual presidente já vinha dando indicações de que tinha planos para explorar Marte. Em março deste ano, Trump assinou uma lei que repassaria US$ 19,5 bilhões à Nasa e estabelecia como objetivo da agência enviar humanos para o planeta. Ainda na campanha eleitoral o republicano destacava que a missão deveria ser priorizada pela Nasa.

Além dele, o vice-presidente Mike Pence havia anunciado em outubro deste ano que os EUA voltariam a enviar americanos para a Lua para construir bases e futuramente enviá-los para Marte.

Fontes:
DW-Trump quer enviar astronautas americanos à Lua e a Marte
UOL-Trump assina programa para levar astronautas de volta à Lua e até Marte
O Globo-Trump autoriza Nasa a mandar astronautas à Lua e a Marte

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *