Início » Internacional » Trump minimiza denúncias de superlotação em centros para imigrantes
ESTADOS UNIDOS

Trump minimiza denúncias de superlotação em centros para imigrantes

Fotografia mostra imigrantes detidos em uma estrutura parecida com uma jaula no Texas

Trump minimiza denúncias de superlotação em centros para imigrantes
Centro de detenção de imigrantes em McAllen, no Texas (Fonte: Reprodção/OIG/oig.dhs.gov)

Após a divulgação de imagens na última terça-feira, 2, que revelam superlotação em centros que abrigam imigrantes ilegais detidos na fronteira com o México, o presidente americano, Donald Trump, minimizou nesta quarta-feira, 3, denúncias sobre más condições desses locais.

Uma fotografia divulgada pelo Escritório do Inspetor Geral do Departamento de Segurança Nacional dos EUA mostra imigrantes, incluindo crianças, trancados em uma estrutura parecida com uma jaula em McAllen, no Texas.

Em sua conta no Twitter, Donald Trump reagiu às denúncias afirmando que, “se imigrantes ilegais estão descontentes com as condições nos centros de detenção rapidamente construídos ou reformados, é só dizer para eles não virem. Tudo resolvido!”.

O presidente americano argumenta que os funcionários da Patrulha de Fronteira “não são médicos ou enfermeiros”, ressaltando ainda que “as más leis de imigração dos democratas, que poderiam facilmente ser consertadas, são o problema”.

“Se eles [democratas] realmente querem dar uma solução, que mudem as leis de imigração e as brechas. Tão fácil!”, afirmou também Donald Trump, que disse ainda que “o México está fazendo um trabalho muito melhor do que os democratas na fronteira”.

Na última semana, o governo americano retirou crianças imigrantes de um abrigo no Texas após denúncias de más condições de alimentação e higiene.



Fontes:
G1 - 'É só dizer para eles não virem', diz Donald Trump sobre superlotação de centro para imigrantes clandestinos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *