Início » Internacional » Trump restringe a entrada de muçulmanos nos EUA
TRUMPISMO

Trump restringe a entrada de muçulmanos nos EUA

Presidente americano assinou um decreto proibindo a emissão de vistos para cidadãos de sete países árabes e africanos

Trump restringe a entrada de muçulmanos nos EUA
Trump também assinou decreto promovendo a construção de muro na fronteira com o México (Foto: Flickr)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira, 25, um decreto proibindo a emissão de vistos de entrada para os EUA a sete países árabes e africanos que se encontram em situação de conflito.

A partir de hoje, não serão mais concedidos vistos a cidadãos da Síria, Irã, Iraque, Líbia Sudão, Somália e Iêmen. O decreto também traça rígidas restrições para a entrada de refugiados nos EUA.

Trump também assinou nesta quarta-feira, o decreto que promove a criação do muro na fronteira entre os EUA e o México e tornou a dizer que os mexicanos vão pagar pela obra, orçada em cerca de 3,9 milhões para cada 1,5 km. A fronteira entre os dois países tem mais de 3.200 km, dos quais apenas 1 mil km estão murados. “Grande dia planejado para a Segurança Nacional amanhã. Entre muitas coisas, construiremos o muro!”, disse Trump, na última terça-feira, 24, em sua conta no Twitter.

Os decretos de hoje foram duas das principais bandeiras da campanha eleitoral de Trump. Ainda em campanha como candidato republicano, ele chamou mexicanos que entram ilegalmente nos EUA de “estupradores” e propôs banir a entrada de muçulmanos em solo americano como forma de se proteger do terrorismo islâmico.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *