Início » Internacional » Trump vai à fronteira com o México em busca de apoio para muro
EUA

Trump vai à fronteira com o México em busca de apoio para muro

Presidente americano visita o estado do Texas para tentar conquistar apoio para construir muro na fronteira

Trump vai à fronteira com o México em busca de apoio para muro
Enquanto muro segue em debate, governo continua parcialmente paralisado (Foto: Shealah Craighead/White House)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi ao estado do Texas, na fronteira com o México nesta quinta-feira, 10, para buscar mais apoio para a construção do muro. A construção da barreira é uma das principais promessas de campanha do presidente americano.

A caminho do Texas, Trump usou as redes sociais para passar confiança aos seus eleitores. Em um primeiro momento, Trump apenas informou que estava se preparando para ir ao “grande estado do Texas”. Em seguida, ecoou o seu slogan de campanha: “Fazer da América grandiosa novamente”.

Na última quarta-feira, 9, Trump se reuniu com parlamentares democratas para tentar dar fim à paralisação do governo, que já está parcialmente paralisado há 19 dias, e tentar obter o financiamento para a construção do muro. No entanto, o presidente americano deixou o encontro antes do fim por não ter êxito nas negociações.

Trump já havia apelado a um discurso televisionado na última terça-feira, 8, classificando a situação na fronteira como uma “crise humanitária”. Porém, o discurso não foi o suficiente para conquistar a simpatia dos democratas, que continuam negando verba para a construção do muro.

Segundo a Reuters, nem mesmo moradores de McAllen, a maior cidade do condado de Hidalgo – que fica próximo à fronteira -, apoiam a construção do muro. Parte dos moradores enxergam com ceticismo a necessidade do muro para acabar com a “crise” citada por Trump.

Marianna Trevino-Wright, diretora do Centro Nacional de Borboletas, inclusive, vê a barreira com um potencial mais perigoso do que supostos criminosos.

Isso porque os planos para a construção mostram que o muro cortaria a propriedade da moradora. Mãe de seis filhos, Trevino-Wright questiona: “Por que diabos eu e meu marido viveríamos aqui, trabalharíamos aqui e criaríamos seis filhos aqui, se não fosse seguro?”.

O credor comercial Seby Haddad, por sua vez, rejeita a afirmação de que o muro na fronteira ajudara a combater o fluxo de drogas ilícitas que chegam aos Estados Unidos. Isso porque, segundo apontam os dados, a maior parte da heroína, uma das drogas mais nocivas aos seres humanos, chega através de portos legais.

Até mesmo políticos republicanos de McAllen reconhecem que a cidade é segura. No entanto, para eles, não há exageros em chamar a situação na fronteira de “crise”.  A ideia é defendida pelo apresentador Sergio Sanchez, que protagoniza um programa televisivo conservador na cidade.

“Quando você tem milhares de pessoas entrando neste país sem permissão e abusando da atual política de imigração, é essencialmente uma fronteira aberta. […] A parede funciona”, afirmou Sanchez.

 

Leia também: Casa Branca propõe substituir material de muro na fronteira

 

Fontes:
The New York Times-Trump Heading to Texas Town to Press His Case for a Border Wall
Reuters-In Texas border town, skepticism ahead of Trump visit to push wall

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *