Início » Internacional » Tufão Rammasun mata 38 pessoas nas Filipinas
Fenômenos naturais

Tufão Rammasun mata 38 pessoas nas Filipinas

Cerca de 370 mil pessoas tiveram de ser removidas das áreas de risco. Tempestade segue para a China

Tufão Rammasun mata 38 pessoas nas Filipinas
Em Manila houve corte de luz e muitas pessoas tiveram de deixar suas casas (Reprodução/Aaron Favila/AP)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O tufão Rammasun matou 38 pessoas e deixou 8 desaparecidas nas Filipinas ao atravessar o país com ventos de até 250 km/h. Segundo balanço do governo local, o fenômeno provocou um colapso na capital Manila. Houve corte de luz e cerca de 370 mil pessoas tiveram de ser removidas da região. A passagem da tempestade também devastou pequenas vilas de pescadores no Leste do país.

O Rammasun, que significa “Deus do Trono”, entrou no território na noite da última terça-feira, 15. Após perder um pouco da força, o tufão cruzou a ilha de Luzón, onde arrancou árvores e derrubou linhas de transmissão de eletricidade, causando blecautes e mortes por eletrocussão. Milhares de pessoas tiveram de deixar as casas após os alertas emitidos pelo governo.

Apesar dos estragos, o secretário de obras Públicas e Estradas, Rogelio Singson, afirmou que “houve um número baixo de vítimas e danos”. Autoridades locais informaram que o governo estava mais bem preparado após a tragédia causada pela passagem do supertufão Haiyan, em novembro do ano passado, que deixou mais de 6.100 mortos e provocou grande devastação na área central das Filipinas.

Por isso, antes da chegada do Rammasun, a população deixou as áreas costeiras e propensas a deslizamentos. O tufão perdeu a força ao se deslocar para o Noroeste, porém, voltará a se fortalecer nos próximos dias, ao se dirigir para a ilha chinesa de Hainan, conforme as previsões.

Fontes:
O Globo-Tufão Rammasun mata ao menos 10 nas Filipinas e segue para a China

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *