Início » Internacional » Ucrânia aceita plano internacional para fechar usina de Chernobyl
NESTA DATA

Ucrânia aceita plano internacional para fechar usina de Chernobyl

Em 4 de outubro de 1994, o governo da Ucrânia aceitou um plano internacional para fechar a usina de Chernobyl

Ucrânia aceita plano internacional para fechar usina de Chernobyl
O acidente ocorreu após falha dos operadores ao realizarem um experimento com o reator 4 (Foto: Wikipedia)

Em 4 de outubro de 1994, o governo da Ucrânia aceitou um plano internacional para fechar a usina de Chernobyl. O plano foi aprovado na Convenção sobre Segurança Nuclear, em Viena, no dia 17 de junho de 1994, e a Agência Internacional de Energia Atômica foi a responsável pela conferência. A usina de Chernobyl foi palco do maior acidente nuclear da história.

O acidente foi causado em 1986 e ocorreu após operadores da usina realizarem um experimento com o reator 4. A intenção inicial era observar o comportamento do reator nuclear quando utilizado com baixos níveis de energia.  Mas, para o experimento ser possível, era preciso desligar os sistemas de segurança do reator.

Com a circulação do sistema hidráulico interrompido pelos funcionários, os baixos níveis de energia não foram controlados e logo causaram superaquecimento do reator. Em poucos instantes houve a explosão e uma grande quantidade de Urânio-235 se espalhou.

O material radioativo contaminou uma quilométrica região atmosférica e formou uma nuvem na cidade ucraniana de Pripyat. As autoridades soviéticas organizaram operações de limpeza da área. Alguns meses depois foi construído um sarcófago de isolamento do reator 4. Apesar do incidente, os outros três reatores da usina continuaram operando.

Estudos revelam que após o acidente nuclear, a população que vivia nas proximidades apresentaram uma grande incidência de problemas congênitos e anomalias genéticas, devido aos altos níveis de exposição à radioatividade.

A Convenção sobre Segurança Nuclear teve como principal objetivo reunir as nações com programas nucleares e estabelecer metas para um elevado índice de segurança para as usinas. Apesar de a Ucrânia aceitar o acordo, a usina de Chernobyl só foi efetivamente desativada no dia 5 de dezembro de 2000.

Fontes:
International Atomic Energy Agency-Convention on Nuclear Safety
Brasil Escola-Acidente de Chernobyl

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *