Início » Economia » União Europeia estabelece embargo de armas à Venezuela
INTERNACIONAL

União Europeia estabelece embargo de armas à Venezuela

País entra em lista de países para qual nações europeias não podem vender armas

União Europeia estabelece embargo de armas à Venezuela
As medidas serviriam para não piorar a situação da população venezuelana (Foto: Kremlin)

Nesta segunda-feira, 13, a União Europeia decidiu aplicar, por unanimidade, sanções econômicas à Venezuela, incluindo um embargo de armas. O país entra agora para uma lista, que inclui Coreia do Norte e Síria, para qual empresas de defesa europeias não podem selar negócios. Além disso, as empresas também não podem vender para estes países nada que possa ser usado em repressão popular.

Os ministros europeus disseram que a União Europeia quer aliviar a população venezuelana, e que estas medidas serviriam para não piorar a situação da população.

“Estas medidas serão usadas de uma forma gradual e flexível e podem ser alargadas, visando aqueles envolvidos no desrespeito pelos princípios democráticos ou Estado de direito e na violação de direitos humanos”, diz o texto conclusivo do conselho, que se reuniu e Bruxelas.

Segundo a União Europeia, as eleições regionais de 15 de outubro “acentuaram a polarização política no país”. Os resultados não foram reconhecidos por grande parte da oposição do regime de Nicolás Maduro. O bloco também acredita que a formação da Assembleia Constituinte fez erodir ainda mais as instituições democráticas e independentes.

Entre maio de 2010 e março de 2017, o Reino Unido vendeu 1,4 milhão de libras em armas para a Venezuela, segundo a Campanha contra o Comércio de Armas, organização que defende o fim da venda de armas a governos repressivos. Segundo o ministro do Exterior do Reino Unido, Boris Johnson, a União Europeia quer que o embargo sirva para que “Maduro tenha bom senso”.

Fontes:
DW-União Europeia aprova embargo de armas à Venezuela

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *